Lula recorre ao STF para ir ao velório do irmão

  • 30/01/2019
  • 4
  • Categoria(s): Notí­cias Populares |

Carvalhal & Barros Sociedade de Advogados

Ex-presidente teve pedido negado por instâncias inferiores. Sepultamento será realizado no início da tarde desta quarta-feira.

Veja Mais
Petrobras decide hibernar fábricas de fertilizantes
EXCLUSIVO-Fertilizantes Heringer faz reestruturação e fecha unidades, dizem fontes
Dólar abre a semana em alta de 0,60% cotado a R$ 3,7598
Produtores de arroz terão R$ 500 mi para financiar estocagem e comercialização
Cooperativa já recebeu 500 mil sacas de arroz da nova safra

A defesa de Luiz Inácio Lula da Silva recorreu ao Supremo Tribunal Federal (STF) na madrugada desta quarta-feira (30) contra decisão que negou pedido do ex-presidente para comparecer ao velório do seu irmão Genival Inácio da Silva.

Vavá, como era conhecido, morreu na manhã desta terça-feira (29), aos 79 anos. A decisão de liberar Lula para o velório cabe ao ministro Dias Toffoli, presidente da Corte e responsável pelo plantão no tribunal.

Lula está preso na superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, desde abril de 2018. Ele foi condenado na primeira e na segunda instâncias da Justiça no caso do triplex do Guarujá (SP), por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Na noite desta terça, a juíza responsável pela execução da pena de Lula, Carolina Lebbos, negou o pedido do ex-presidente. A magistrada seguiu manifestações da Polícia Federal e do Ministério Público que afirmavam não haver tempo hábil para que a logística de transporte do ex-presidente fosse realizada a tempo do final do sepultamento do seu irmão.

Segundo o pedido apresentado ao STF, o velório está sendo realizado desde terça-feira, e o sepultamento será feito às 13h desta quarta-feira (30), em São Bernardo do Campo, em São Paulo.

Os advogados também apresentaram recurso no TRF-4, e o desembargador Leandro Paulsen manteve a sentença da juíza no fim da madrugada. A defesa então foi ao STF.

No pedido apresentado à Suprema Corte, a defesa argumentou que a Lei de Execução Penal prevê o “direito humanitário” de o ex-presidente comparecer ao velório.

Fonte: G1

Veja Mais
Arroz/Cepea: Preços da casca sobe pela 5ª semana consecutiva
Volume de exportações do milho brasileiro pode bater recorde no mês de agosto
Com oferta reduzida, farelo de trigo tem mais uma semana de estabilidade de preços
Chuva e Frio: semana prossegue sob efeito gangorra no clima em diversas regiões do país
Mercado interno de milho segue travado e com preços em queda

Quer receber as últimas atualizações de Trigo, Milho, Farinhas, Farelos, Soja e do agronegócio em seu e-mail?

Cadastrar





Sobre AF News

A AF News com sede em Curitiba PR, foi idealizada para poder atender as necessidades de empresas e pessoas com informações de mercado e análises. Com responsabilidade, ética e imparcialidade nosso objetivo é promover o questionamento e a divulgação de informações útei...
Continue Lendo