Mandioca – Balanço Semanal: Recuo da demanda continua pressionando os preços da raiz e derivados da mandioca

  • 24/11/2020
  • 0
  • Categoria(s): Raiz de Mandioca |

Mercado da Mandioca

A cotação da raiz de mandioca seguiu por mais uma semana apresentando queda. Após atingir patamares acima dos R$ 500/ton no mês de outubro, os indicadores estão sofrendo consecutivas perdas em virtude da maior oferta no momento em que os compradores se encontram retraídos. Confira:


Patrocinado

Raiz de Mandioca

Diferente do mês de outubro, onde a cotação da mandioca atingiu elevados patamares por conta da alta procura a baixa disponibilidade da raiz para comercialização. O mês de novembro está operando ao contrário, com maior oferta da matéria-prima no mercado, ao mesmo tempo em que os compradores estão distantes do mercado.

As condições climáticas melhores nas últimas semanas, também favoreceram o rendimento da raiz, aumentando a produtividade no campo e também auxiliando nas atividades das lavouras. Isso, associado a maior presença dos vendedores no mercado da mandioca, são fatores de baixa na raiz, que também recai sobre o preço dos derivados.

Segundo o levantamento semanal de preços do Cepea/Esalq, a cotação da raiz de mandioca finalizou a última semana com queda entre 1,21% a 3,47% na variação semanal para as regiões acompanhadas. A maior cotação foi registrada em Marechal Cândido Rondon, com a tonelada da raiz valendo R$ 487,09. Em quatro semanas a desvalorização atingiu até 20,74%.

Fécula de Mandioca

Com os estoques abastecidos no momento, o preço da fécula de mandioca também apresentou recuo nos últimos dias, acompanhando a movimentação da matéria-prima. Embora as fecularias tenham operado com uma redução na capacidade de moagem, restringindo a oferta dos derivados, as cotações seguem em queda devido a baixa procura por parte dos consumidores.

Mesmo assim, o que se nota é que a cotação da fécula de mandioca praticada no cenário atual está bem maior que os números registrados no primeiro semestre de 2020.

Os indicadores na semana passada ficaram com retração de 0,63% a 5,20% em uma semana e acumulo de perdas entre 11,53% a 16,02% comparado a quatro semanas atrás. A região de Paranavaí foi a que registrou a máxima de preços a R$ 2.633,44/ton.

Farinha de Mandioca

Mesmo apresentando menores perdas, tanto o preço da farinha seca fina tipo 1, como a farinha grossa, tiveram desvalorização na terceira semana de novembro.

O custo médio da saca da farinha de mandioca seca fina tipo 1 no Cepea/Esalq ficou em R$ 91,34 – com redução de 0,77% ante os R$ 92,05/saca praticados na semana anterior.

Obtenha informações estratégicas para a melhor decisão de compra e venda de produtos agrícolas em AF News Agrícola.

 

 

Veja Mais
Mercado da Mandioca: Menor oferta e retomada da economia poderão alterar a dinâmica do mercado
Mercado da Mandioca: Janeiro começa com pouca comercialização de mandioca, porém, safra tem boas expectativas para 2021
Mandioca – Balanço Semanal: Com menor oferta, disputa pela raiz deve aumentar em 2021
Mandioca - Balanço Anual 2020: O ano em que a fécula de mandioca foi vista acima dos R$ 3 mil/tonelada
Mandioca – Balanço Semanal: Oferta restrita da raiz trava as perdas na cotação da mandioca

Quer receber as últimas atualizações de Trigo, Milho, Farinhas, Farelos, Soja e do agronegócio em seu e-mail?

Cadastrar





Sobre AF News

A AF News com sede em Curitiba PR, foi idealizada para poder atender as necessidades de empresas e pessoas com informações de mercado e análises. Com responsabilidade, ética e imparcialidade nosso objetivo é promover o questionamento e a divulgação de informações útei...
Continue Lendo