Mandioca – Balanço Semanal: recuo na demanda continua e preços caem

  • 10/11/2020
  • 1
  • Categoria(s): Raiz de Mandioca |

Mercado da Mandioca

Com o aumento da oferta de mandioca e recuo na demanda nos últimos dias, a cotação da raiz, fécula e outros derivados tiveram retração nos preços na última semana. A umidade do solo tem feito os produtores aquecerem a disponibilidade da matéria-prima no mercado, mas os compradores ainda estão com maiores expectativas de queda nos indicadores. Confira:


Patrocinado

Raiz de Mandioca

Os valores da raiz de mandioca registraram queda nesta última semana, pressionados pela combinação de maior oferta e demanda enfraquecida. Produtores elevaram a oferta, devido à maior umidade do solo e aos preços ainda considerados atrativos. Porém, a quantidade está abaixo das expectativas porque muitas lavouras ainda não estão prontas para serem colhidas.

Quanto à demanda, diminuiu por conta do menor ritmo de moagem nas indústrias de fécula e de farinha de mandioca.

Estimativas do Cepea apontam que, nesta semana, devem ser processadas 36,5 mil toneladas de mandioca pelas fecularias, aumento de 23% frente ao volume da semana passada, que teve feriado (Dia da Padroeira do Brasil, em 12 de outubro) e clima seco prevalecente.

O ritmo de colheita e a comercialização devem ser manter praticamente estáveis nas próximas semanas, especialmente por conta da baixa disponibilidade de lavouras prontas para serem colhidas. Além disso, o rendimento de amido – que influencia na formação do preço da mandioca – deve ser ainda mais determinante na tomada de decisão dos agricultores para comercializar. Nesta semana, o teor médio de amido foi de 519,65 gramas, o menor desde fevereiro deste ano.

De acordo com o Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (Cptec), há probabilidade de chuvas em alguns dias da semana que vem em parte das regiões produtoras de mandioca. Se este cenário se confirmar, a colheita pode ser mais intensa nas praças onde agricultores ainda têm interesse em liberar áreas.

Além disso, parte dos mandiocultores tem priorizado o plantio, que está atrasado em muitas regiões. Vale destacar também que, em áreas já semeadas, produtores estão com dificuldades em realizar os tratos culturais, ao mesmo tempo em que já há registros de perdas por conta das altas temperaturas registradas nas últimas semanas.

Fécula de Mandioca

Compradores de fécula de mandioca diminuíram as aquisições na semana passada, visto que se abasteceram no final de outubro e início deste mês. Além disso, com as recentes desvalorizações da fécula, esses demandantes têm expectativa de baixas ainda mais consideráveis. Com isso, e também considerando que a produção foi maior nesta semana, o estoque de fecularias e modificadoras aumentou 1%, após 10 semanas de consecutivas quedas, superando em 31,5% a quantidade registrada em igual período do ano passado.

Apesar dessa lentidão no mercado físico (spot) – que tem se restringido ao segmento alimentício – existe procura por negociações atreladas a contratos. Este movimento, segundo vendedores, tem prevalecido nos segmentos industriais, em especial os que utilizam amido de milho, caso do setor de papelão ondulado. Também vale ressaltar que a demanda para exportação ainda é firme.

A recuperação econômica da economia brasileira tem ocorrido em ritmo maior do que o projetado no início da pandemia, embora este quadro esteja atrelado ao auxílio governamental. Dados do Banco Central do Brasil (Bacen) indicam que a recessão deve ser de 5% neste ano. Em julho, era previsto um recuo de 5,7% para o PIB brasileiro.

Diante destes dados e da possível recuperação da produção industrial e das vendas no varejo, há a expectativa de que o mercado de fécula continue se recuperando. Isso estaria atrelado ao fato de que compradores poderão intensificar as aquisições em novembro por conta do planejamento da demanda para o final do ano, e também da possibilidade de se recuperar parte dos mercados atendidos com o amido de milho, que tem sido comercializado em torno de R$ 2.750,00/t (CIF São Paulo). Vale destacar que a oferta desse derivado está muito.

Na Tailândia, o preço da fécula para a exportação seguiu estável em US$ 450,00/t (FOB Bancoc), 1,1% menor que o de igual período do ano passado, segundo o Thai Tapioca Starch Association (TTSA).

Farinha de Mandioca

O volume de negócios efetivos registrou alta, principalmente para o setor atacadista do Sudeste e de parte dos estados da região Norte. Agentes também têm expectativa de que a comercialização avance mais expressivamente ao longo de novembro, tendo em vista o planejamento da demanda para o final do ano.

Embora a oferta de mandioca não tenha crescido substancialmente, ainda foi suficiente para atender à demanda das empresas, que, em muitos casos, seguem com moagem reduzida – apesar de os estoques estarem baixos. Também se observou menor disputa por matéria-prima com as fecularias do Paraná.

Na semana, houve aumento da procura pela farinha do noroeste do Paraná, mas com pouco avanço nos negócios efetivos – apesar de já superar o total registrado em períodos anteriores. De acordo com vendedores, houve aumento dos embarques para o Norte do País, que vinha se abastecendo com farinha do Nordeste. Essa região, por sua vez, tem registrado diminuição na oferta.

A procura pela farinha do centro-oeste paranaense também se elevou com maiores volumes comercializados no atacado do Rio de Janeiro. Além disso, há sinalização de retomada dos embarques para o Centro-Oeste e parte do Nordeste, a depender dos preços.

Com expectativa de queda nos preços, compradores do segmento atacadista da Grande São Paulo passaram a postergar as aquisições do produto da região oeste do estado; porém, agentes da indústria apontaram que houve melhora na procura da região Norte do País, em especial do Pará.

Obtenha informações estratégicas para a melhor decisão de compra e venda de produtos agrícolas em AF News Agrícola. 
 

 

Veja Mais
Mercado da Mandioca: Menor oferta e retomada da economia poderão alterar a dinâmica do mercado
Mercado da Mandioca: Janeiro começa com pouca comercialização de mandioca, porém, safra tem boas expectativas para 2021
Mandioca – Balanço Semanal: Com menor oferta, disputa pela raiz deve aumentar em 2021
Mandioca - Balanço Anual 2020: O ano em que a fécula de mandioca foi vista acima dos R$ 3 mil/tonelada
Mandioca – Balanço Semanal: Oferta restrita da raiz trava as perdas na cotação da mandioca

Quer receber as últimas atualizações de Trigo, Milho, Farinhas, Farelos, Soja e do agronegócio em seu e-mail?

Cadastrar





Sobre AF News

A AF News com sede em Curitiba PR, foi idealizada para poder atender as necessidades de empresas e pessoas com informações de mercado e análises. Com responsabilidade, ética e imparcialidade nosso objetivo é promover o questionamento e a divulgação de informações útei...
Continue Lendo