Mandioca - Balanço Mensal: Em um mês, cotação da raiz subiu até 30% nas praças comercializadoras

  • 06/10/2020
  • 1
  • Categoria(s): Raiz de Mandioca |

Mercado da Mandioca

A baixa oferta da raiz de mandioca provocou um expressivo aumento nos preços na segunda quinzena de outubro. Entre os dias 28 de setembro a 02 de outubro, algumas regiões acompanhadas pelo Cepea, registraram avanço de até 32,4% na variação semanal. No mês, os índices também ficaram elevados. Essa alta na matéria-prima, também alavancou os preços dos derivados. Confira:


Patrocinado

Raiz de Mandioca

As cotações da mandioca subiram de forma significativa entre 28 de setembro e 2 de outubro: 32,4%, o maior avanço semanal já registrado pela série do Cepea, que começou em 2002 para o produto. Segundo pesquisadores, a elevação vem da restrição de produtores, devido aos baixos índices pluviométricos, que dificultam os trabalhos de campo, e do interesse das indústrias pelo processamento. Vale ressaltar que as cotações estão em alta desde o final de agosto, e esse movimento se intensificou nas últimas três semanas.

Já na segunda quinzena de setembro, a oferta de raiz de mandioca estava baixa na maioria das regiões acompanhadas pelo Cepea, porque muitas lavouras com até 1 ciclo e meio foram podadas. Além disso, o clima seco prejudicou fortemente o avanço dos trabalhos no campo, enquanto uma parte dos produtores continuou com baixo interesse pela comercialização, principalmente por conta do menor rendimento de amido.

Deste modo, o preço da raiz de mandioca registrou forte valorização no último mês, atingindo ganhos acima de 30%. O preço médio da matéria-prima que começou valendo R$ 319,92/ton na primeira semana de setembro, fechou a R$ 390,64/ton na última semana do mês.

Fécula de Mandioca

Por conta da alta no preço da mandioca, a cotação da fécula também apresentou ajustes positivos. Entre os dias 21 a 25 de setembro, a alta ficou entre 3,33% a 10,88% nas principais regiões acompanhadas pelo Cepea.

Já no acumulado mensal, os indicadores aumentaram até 24,59%. Sendo que o preço máximo atingindo foi observado na região de Araruna-PR, cotado a R$ 2.315,71/ton.

Farinha de Mandioca

A cotação da farinha de mandioca, por consequência, também sofreu aumentos. Na última semana de setembro, os preços da farinha fina tipo 1, tiveram alta de 11,82% a 19,35% na variação semanal. Já no comparativo mensal, os indicadores tiveram ajustes de até 24,45%, sendo que a máxima foi obtida em Paranavaí-PR, com o indicador valendo R$ 88,52/saca.

O preço da farinha de mandioca seca grossa, também recebeu incrementos e os preços flutuaram entre R$ 50,13/saca a R$ 70,81/saca.

Obtenha informações estratégicas para a melhor decisão de compra e venda de produtos agrícolas em AF News Agrícola. 
 

Veja Mais
Mandioca – Balanço Semanal: Aquecimento na oferta reduz os preços da mandioca e derivados
Mandioca – Balanço Semanal: recuo na demanda continua e preços caem
Mandioca - Balanço Mensal: Outubro fecha com oferta limitada da raiz, preços se estabilizam
Mandioca – Balanço Semanal: Com aumento da oferta e demanda enfraquecida, preços recuam
Mandioca – Balanço Semanal: Após 7 semanas consecutivas de alta, movimento é interrompido

Quer receber as últimas atualizações de Trigo, Milho, Farinhas, Farelos, Soja e do agronegócio em seu e-mail?

Cadastrar





Sobre AF News

A AF News com sede em Curitiba PR, foi idealizada para poder atender as necessidades de empresas e pessoas com informações de mercado e análises. Com responsabilidade, ética e imparcialidade nosso objetivo é promover o questionamento e a divulgação de informações útei...
Continue Lendo