Destaques da Economia (21 a 25/09): Dólar ultrapassa dos R$ 5,50 novamente, após quase 1 mês abaixo

  • 25/09/2020
  • 3
  • Categoria(s): Notí­cias Populares |

Economia Brasileira

Durante a semana, a cotação do dólar apresentou seguidas valorizações, tendo atingido novamente cotações acima dos R$ 5,50. Apesar de ter apresentado um leve recuo nesta quinta (24), a moeda americana chegou a valer R$ 5,58 na quarta, a nova onda de contágio da Covid-19 na Europa e a lenta recuperação da economia mundial, tem fundamentado os indicadores. Confira demais destaques do balanço semanal.


Patrocinado

Economia Brasileira

Cotação do Dólar: No fechamento de quinta-feira (24), o preço do dólar registrou uma variação negativa diária em 1,38% sendo cotado a R$ 5,51. Na variação semanal, o indicador apresentou aumento de 5,35% tendo em vista que a moeda americana estava cotada a R$ 5,231 há uma semana. Ás 9h30 de hoje (25), a cotação operava em R$ 5,55.

Investimento estrangeiro no Brasil cai 85%: Os investimentos estrangeiros no Brasil caíram 85% em agosto, na comparação com o mesmo mês de 2019, segundo dados do Banco Central (BC). No oitavo mês deste ano, o total de aplicações foi de US$ 1,4 bilhão, ante US$ 9,5 bilhões em agosto do ano passado. De janeiro a agosto de 2020, os investimentos estrangeiros diretos na economia brasileira somaram US$ 26,957 bilhões — uma queda de 41% sobre o mesmo intervalo de 2019. O valor é o menor para o período desde 2009, quando houve entrada de US$ 18,972 bilhões.

População desocupada dispara na pandemia: A taxa de desemprego no Brasil subiu de 13,1% em julho para 13,6% em agosto, segundo a Pnad Covid-19 mensal, iniciada em maio pelo IBGE. A população desocupada, que era de 10,1 milhões, passou para 12,9 milhões de pessoas (aumento de 27,6% desde o início da pesquisa). Os maiores avanços ocorreram no Nordeste (15,7%), Norte (14,2%) e Sudeste (14,0%), e foram mais brandas no Centro-Oeste (12,2%) e Sul (10,0%). Além disso, a renda efetiva da população no período representou 89,7% do que seria habitualmente recebido.

Empresárias foram mais ágeis para se adaptar à pandemia: De acordo com pesquisa do Sebrae em parceria com a FGV, as mulheres empreendedoras foram mais ágeis do que os homens para adequar seus negócios quando a pandemia começou. Segundo o levantamento – feito com 7.600 pessoas –, 72% delas estão usando redes sociais para vender, contra 63% dos homens. As mulheres também levam vantagem no uso de delivery: 19% das empresárias, ante 14% dos empreendedores. O melhor desempenho no uso de ferramentas digitais reflete a maior escolaridade das empreendedoras. Entre elas, 63% têm nível superior incompleto ou mais, contra 55% dos homens.

Agronegócio Brasileiro e Balança Comercial

Segundo dados da Secex (Secretaria de Comércio Exterior - Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços), disponibilizados na segunda (21), na 3ª semana de Setembro de 2020, a balança comercial registrou superávit de US$ 1,506 bilhão e corrente de comércio de US$ 7,208 bilhões, resultado de exportações no valor de US$ 4,357 bilhões e importações de US$ 2,851 bilhões. No mês, as exportações somam US$ 12,396 bilhões e as importações, US$ 7,602 bilhões, com saldo positivo de US$ 4,794 bilhões e corrente de comércio de US$ 19,999 bilhões. No ano, as exportações totalizam US$ 150,717 bilhões e as importações, US$ 109,642 bilhões, com saldo positivo de US$ 41,075 bilhões e corrente de comércio de US$ 260,359 bilhões.

Nas exportações dos produtos agrícolas, a Secex informou que:

As exportações de café torrado contabilizaram um volume de 62,336 mil toneladas na terceira semana de setembro, com aumento de 37,23% comparada a semana anterior. A média diária de embarques registrados na semana foi de 12,47 mil tons. Comparado a terceira semana de agosto, o resultado foi 57,2% menor nos embarques.

A soja em grãos obteve um volume 1,032 milhão de toneladas até a segunda terceira de setembro, com queda de 79,6% no comparativo ao mesmo período do mês anterior. A média diária contabilizada ficou em 210,0 mil tons.

Na exportação do milho, a Secex informou a movimentação de 1,480 milhão de toneladas, com queda de 36,18% diante do volume contabilizado na semana passada. A média diária foi de 296,01 mil tons.

Economia Mundial

FMI diz que perspectivas econômicas mundiais são melhores que previsões de junho: As perspectivas para a economia mundial são menos catastróficas do que as projetadas em junho, disse nesta quinta-feira (24) o porta-voz do FMI, sugerindo que as próximas estimativas, a serem divulgadas em 13 de outubro, serão revisadas em alta.

"Os dados recebidos recentemente sugerem que as perspectivas podem ser um pouco menos terríveis do que no momento da atualização de 24 de junho (do relatório de Perspectivas Econômicas Mundiais), com partes da economia global começando a mudar de curso", afirmou Gerry Rice, em coletiva de imprensa.

No entanto, ele disse que "as perspectivas continuam muito difíceis", pois os mercados emergentes, exceto a China, enfrentam uma situação "precária" devido à pandemia do coronavírus.

Obtenha informações estratégicas para a melhor decisão de compra e venda de produtos agrícolas em AF News Agrícola.

Veja Mais
Destaques da Economia (16 a 20/11): Anvisa aprova medidas para acelerar registro de vacina, dólar acumula queda na semana
Economia: Dólar engata queda ante real com otimismo sobre vacina e BC no radar
Economia: EUA são deixados para trás após Ásia formar maior bloco comercial do mundo, diz Câmara de Comércio local
Fatores Climáticos: Confira a previsão do tempo para esta segunda e terça-feira
Fatores Climáticos: volume de chuva aumenta em parte do país neste fim de semana

Quer receber as últimas atualizações de Trigo, Milho, Farinhas, Farelos, Soja e do agronegócio em seu e-mail?

Cadastrar





Sobre AF News

A AF News com sede em Curitiba PR, foi idealizada para poder atender as necessidades de empresas e pessoas com informações de mercado e análises. Com responsabilidade, ética e imparcialidade nosso objetivo é promover o questionamento e a divulgação de informações útei...
Continue Lendo