Destaques da Economia (14 a 18/09): Economia mundial se recupera mais rápido do que o esperado de crise do coronavírus, diz OCDE

  • 18/09/2020
  • 4
  • Categoria(s): Notí­cias Populares |

Economia Brasileira

Durante a semana, um estudo divulgado pela OCDE surpreendeu o Brasil, onde a Organização afirmou que houve uma melhora nas projeções do PIB Brasileiro. A pesquisa ainda disse que a economia mundial poderá se recuperar mais rápido que o esperado sobre a crise enfrentada pela pandemia do coronavírus. Nas exportações, milho e café tiveram aumentos nos embarques semanais, enquanto que a soja apresentou recuo. Confira mais destaques da economia:


Patrocinado

Economia Brasileira

Cotação do Dólar: No fechamento de quinta-feira (17), o preço do dólar registrou uma variação negativa diária em 0,16% sendo cotado a R$ 5,2319. Na variação semanal, o indicador apresentou recuo de 1,65% tendo em vista que a moeda americana estava cotada a R$ 5,32 há uma semana.

OCDE melhora projeção para PIB do Brasil: A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) passou a projetar uma queda de 6,5% no Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro em 2020. A estimativa anterior do órgão era um tombo de 7,4%. Para 2021, a projeção é de crescimento de 3,6%. A OCDE também alterou suas previsões sobre a recessão global na pandemia. A estimativa agora é que a economia mundial deva recuar 4,5% este ano. A projeção, sem precedentes na história recente, representa uma melhora ante a queda de 6% projetada em junho.

Poupança pode não suavizar queda do consumo: O aumento da poupança, que cresceu 2,8% no segundo trimestre, pode ser pequeno para compensar a queda de demanda carregada pelo fim do auxílio emergencial em 2021. O acúmulo de reserva é uma das principais apostas para manter a retomada da atividade no ano que vem pelo seu potencial de conversão em consumo, mas a desigualdade social e a diferença dos efeitos da pandemia sobre os setores da economia podem reduzir a sua efetividade. Até agora, o saldo soma aproximadamente R$ 124,6 milhões, segundo o IBGE. Ao mesmo tempo, o auxílio emergencial já pago pelo governo soma R$ 124,584 bilhões até julho, de acordo com números do Portal da Transparência.

Europeus dizem que desmatamento dificulta comércio com Brasil: Oito países europeus enviaram uma carta aberta ao vice-presidente Hamilton Mourão pedindo que o Brasil tome "ações reais" para combater o desmatamento na Amazônia. Assinado por países como Alemanha, França e Noruega, o documento destaca que a situação dificulta a compra de produtos brasileiros, já que "enquanto os esforços europeus buscam cadeias de suprimento não vinculadas ao desflorestamento, a atual tendência crescente de desflorestamento no Brasil está tornando cada vez mais difícil para empresas e investidores atenderem a seus critérios ambientais". O desmatamento na Amazônia avançou 34,5% nos 12 meses até julho, segundo dados do Inpe.

Agronegócio Brasileiro e Balança Comercial

Segundo dados da Secex (Secretaria de Comércio Exterior - Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços), disponibilizados na terça-feira (08), 2ª semana de Setembro de 2020, a balança comercial registrou superávit de US$ 1,727 bilhão e corrente de comércio de US$ 6,565 bilhões, resultado de exportações no valor de US$ 4,146 bilhões e importações de US$ 2,419 bilhões. No mês, as exportações somam US$ 8,124 bilhões e as importações, US$ 4,751 bilhões, com saldo positivo de US$ 3,373 bilhões e corrente de comércio de US$ 12,875 bilhões. No ano, as exportações totalizam US$ 146,445 bilhões e as importações, US$ 106,791 bilhões, com saldo positivo de US$ 39,654 bilhões e corrente de comércio de US$ 253,236 bilhões.

Nas exportações dos produtos agrícolas, a Secex informou que:

As exportações de café torrado contabilizaram um volume de 45,423 mil toneladas na segunda semana de setembro, com queda de 2,53% comparada a semana anterior. A média diária de embarques registrados na semana foi de 9,08 mil tons. Comparado a segunda semana de agosto, o resultado foi 63,4% menor nos embarques.

A soja em grãos obteve um volume 1,5 milhão de toneladas até a segunda semana de setembro, com queda de 10% no comparativo ao mesmo período em 2019. A média diária contabilizada ficou em 197,0 mil tons.

Na exportação do milho, a Secex informou a movimentação de 2,319 milhões de toneladas, com aumento de 207,13% diante do volume contabilizado na semana passada. A média diária foi de 463,80 mil tons.

Economia Mundial

Economia mundial se recupera mais rápido do que o esperado de crise do coronavírus, diz OCDE: A economia mundial está dando sinais de recuperação mais rapidamente do que o previsto, diante do choque provocado pelo novo coronavírus, segundo a Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE). Um documento publicado nesta quarta-feira (16) pela OCDE aponta que o dinamismo da retomada econômica nos Estados Unidos e na China proporciona essa melhora inesperada.

Apesar disso, a economia mundial poderá sofrer uma recessão de 4,5% neste ano, um recuo sem precedentes na história recente. Essa contração seria, entretanto, menos acentuada do que a queda de 6% prevista em junho pela organização.

Se a pandemia não sair completamente de controle, a economia mundial deve retomar o crescimento em 2021 a um ritmo de 5%, de acordo com a OCDE, um nível inferior à progressão de 5,2% esperada em junho. Um endurecimento das medidas para conter a expansão do coronavírus, como um novo confinamento, poderia acrescentar 2 ou 3 pontos percentuais às previsões de recessão para o próximo ano, advertiu a organização.

A OCDE destaca que essas previsões são feitas com base em cenários de restrições locais para controlar focos epidêmicos, em lugar de confinamentos nacionais. A organização também supõe que nenhuma vacina estará disponível em larga escala até o segundo semestre de 2021.

De acordo com o documento, as medidas orçamentárias dos governos e as iniciativas de política monetária dos Bancos Centrais para apoiar famílias e empresas contribuíram para evitar uma recessão mais profunda e deveriam continuar a ser aplicadas.

Obtenha informações estratégicas para a melhor decisão de compra e venda de produtos agrícolas em AF News Agrícola.

 

 

Veja Mais
Destaques da Economia (16 a 20/11): Anvisa aprova medidas para acelerar registro de vacina, dólar acumula queda na semana
Economia: Dólar engata queda ante real com otimismo sobre vacina e BC no radar
Economia: EUA são deixados para trás após Ásia formar maior bloco comercial do mundo, diz Câmara de Comércio local
Fatores Climáticos: Confira a previsão do tempo para esta segunda e terça-feira
Fatores Climáticos: volume de chuva aumenta em parte do país neste fim de semana

Quer receber as últimas atualizações de Trigo, Milho, Farinhas, Farelos, Soja e do agronegócio em seu e-mail?

Cadastrar





Sobre AF News

A AF News com sede em Curitiba PR, foi idealizada para poder atender as necessidades de empresas e pessoas com informações de mercado e análises. Com responsabilidade, ética e imparcialidade nosso objetivo é promover o questionamento e a divulgação de informações útei...
Continue Lendo