Pecuária de precisão entra na era do “big brother bovino”

  • 10/07/2020
  • 0
  • Categoria(s): Notícias Agrí­colas |

Pecuária de Precisão

Assim como a agricultura de precisão, ou agricultura 4.0, a pecuária de precisão está evoluindo a ponto de fazer da produção de gado de corte um verdadeiro “big brother bovino”, valendo-se de sensores que monitoram os animais 24 horas por dia para checar comportamentos atípicos, atividade metabólica, sanidade, entre outros pontos, para ajudar o produtor a tomar decisões a partir da interpretação correta de uma quantidade massiva de dados coletados. Com tanta tecnologia disponível, cabe ao pecuarista se atualizar sobre o assunto. Saiba mais:

É tamanha a tecnologia que vem sendo utilizada na agricultura de precisão para a produção de alimentos, resultando cada vez mais em aumento de produtividade e otimização das tarefas no campo. Com tantas melhorias já implementadas pelas novas técnicas, maquinários, drones e outros equipamentos, que a pecuária também começou a sentir uma necessidade de entrar nesta era tecnológica.

A pecuária de precisão começou a se tornar cada mais falada nestes últimos dias. Por conta disso, o canal Giro do Boi, entrevistou o médico veterinário, mestre e doutor em reprodução animal Alexandre Rosseto Garcia, pesquisador da Embrapa Pecuária Sudeste, para falar sobre o assunto.

A pecuária de precisão está evoluindo a ponto de fazer da produção de gado de corte um verdadeiro “big brother bovino”, valendo-se de sensores que monitoram os animais 24 horas por dia para checar comportamentos atípicos, atividade metabólica, sanidade, entre outros pontos, para ajudar o produtor a tomar decisões a partir da interpretação correta de uma quantidade massiva de dados coletados.

De acordo com Garcia, o “olho do dono” não será substituído, mas ganhará a ajuda de uma lupa de aumento digital, por assim dizer. “O olho do dono sempre vai ajudar a engordar o gado. E etapa de controle é fundamental dentro do processo de produção no mercado de carnes. Mas eu diria, fazendo um adendo, que eu acho que o olhar digital do dono é que engorda o gado também hoje. A pecuária de precisão vêm para somar a esta percepção subjetiva que o produtor rural tem, e que é fundamental dentro do processo de produção. Eu acho que as tecnologias associadas ao conhecimento do dia a dia do produtor no acompanhamento da fazenda permitem com que a tomada de decisão seja mais segura. A gente transforma aquele olhar que era só subjetivo da percepção individual em métrica, em parâmetros objetivos numéricos. Aí sim o olhar do dono acerca das planilhas de resultados, de desempenho, de comportamento, de eficiência reprodutiva e produtiva se soma àquela questão questão subjetiva e potencializa e muito o controle e consequentemente o ganho do processo de produção pecuária. Essa é a questão – associar o olhar do proprietário às ferramentas tecnológicas para que ele ganhe instrumentos digitais para ampliar este olho dele, passando a ser também um olhar digital”, contextualizou.

Garcia exemplificou esta transformação com uma tecnologia no setor da pecuária de precisão que vem sendo desenvolvida pela Embrapa que monitora via sensores em um colar o deslocamento e a atividade ruminal dos animais (veja foto abaixo). “A gente acompanha os animais 24 horas por dia, sete dias por semana. O animal veste um colar e, neste colar, ele porta dois tipos de sensores, um sensor que mostra para a gente o deslocamento do animal, então se ele está em ócio ou se ele está se deslocando, e outro que mostra para a gente a atividade de ruminação do indivíduo. Eu consigo, da minha casa, fazer um monitoramento de todos os animais do lote de modo que consigo entender o que está se passando com o animal naquele momento para poder tomar decisões”, apresentou.

Uma tecnologia na pecuária de precisão como esta, conforme classificou Rosseto, tem importância dupla, seja para o desenvolvimento de pesquisas e também para tomadas de decisão do pecuarista. Do pontos de vista dos pesquisadores, ajuda a entender a complexidade das interações dos animais com o meio ambiente, como em sistemas com e sem sombreamento e o quanto isto impacta em seu desempenho em ganho de peso e qualidades reprodutivas.

O veterinário comentou também os benefícios que as tomadas rápidas de decisão podem trazer ao pecuarista em forma de benefícios financeiros. “Como que se dá normalmente este processo de observação do animal na rotina de todas as fazendas, praticamente? O campeiro observa o indivíduo e a percepção subjetiva do campeiro é que diz a ele: ‘eu acredito que esse animal está começando a ter um problema, portanto eu preciso chamar o veterinário’. No caso do monitoramento agrícola digital, a gente consegue antecipar essa fase. Além de você ter, claro, a turma de campo trabalhando, você às vezes tem informações numéricas, matemáticas, que chegam antes que o olho do ser humano possa detectar um tipo de condição anormal do indivíduo. Ao detectar isso, o sistema nos informa, a gente recebe um alarme, que pode ser via celular, via computador, da forma como o produtor preferir, e aí a partir daí o produtor pode acionar um médico veterinário”, expôs.

Rosseto ponderou que tecnologias utilizadas na produção agropecuária como esta vão aos poucos ganhar espaço dentro das fazendas, passando pelo processo natural de desenvolvimento, maturação até que seja incorporada ao mercado de forma prática e demonstrando potencial de rentabilidade até que se popularize dentro das porteiras. O pesquisador assegurou que não lhe restaram dúvidas de que a pecuária de precisão, com seus diferentes sistemas que monitoram, por exemplo, a temperatura do animal, deslocamento, posicionamento dentro da fazenda, ganho de peso, conformação de carcaça, vão chegar à pecuária assim com as novas cultivares forrageiras ou tecnologias de reprodução, como IATF, coleta de embriões e FIV.

O pesquisador acredita que a disseminação do uso de internet e smartphones nas propriedades rurais dá respaldo à incorporação de novas tecnologias que, a princípio, parecem complexas. “Pelo fato de existirem os smartphones, que fazem com que a gente esteja a todo tempo conectado internet, facilita muito a abertura de um caminho para que as tecnologias de pecuária de precisão vão ganhando espaço e passem a ser incorporadas pelo produtor”, projetou.

Obtenha informações estratégicas para a melhor decisão de compra e venda de produtos agrícolas em AF News Agrícola.

 

Conteúdo produzido via Giro do Boi, entrevista com Alexandre Rosseto Garcia.

Veja Mais
Agricultura de Precisão: Tecnologia é aliada no processo de semeadura
Melhoramento Genético: Pesquisas no estado do Paraná para o cultivo de lúpulo
Destaque da Economia: Especulações sobre o PIB brasileiro indicam recuos superiores a 5%.
Defensivos Agrícolas: Ao contrário do que se pensa! Defensivos ajudam no desenvolvimento sustentável
Transportes de Cargas: Opção logística eficiente para o escoamento da produção de grãos da região Centro-Oeste

Quer receber as últimas atualizações de Trigo, Milho, Farinhas, Farelos, Soja e do agronegócio em seu e-mail?

Cadastrar





Sobre AF News

A AF News com sede em Curitiba PR, foi idealizada para poder atender as necessidades de empresas e pessoas com informações de mercado e análises. Com responsabilidade, ética e imparcialidade nosso objetivo é promover o questionamento e a divulgação de informações útei...
Continue Lendo