Economia: Mercado vê queda de 1,18% do PIB em 2020 e Selic em 3,25%, aponta Boletim Focus

  • 06/04/2020
  • 2
  • Categoria(s): Notí­cias Populares |

Economia Brasileira

Para o ano que vem, a estimativa do PIB foi mantida em crescimento de 2,50% e para a Selic caiu de 5% para 4,75%. A queda estimada se deve aos reflexos dos impactos potenciais do novo coronavírus na economia, agentes do mercado financeiro no Brasil cortaram suas expectativas para o PIB (Produto Interno Bruto), inflação e Selic, a taxa básica de juros. Confira as previsões:

As expectativas estão no Boletim Focus, que é divulgado toda segunda-feira pelo Banco Central e traz as expectativas do mercado para os principais indicadores econômicos do país.

Selic

A projeção dos economistas é que ao final deste ano, Selic seja de 3,25% ao ano. Na semana passada, essa projeção era de 3,50%.

Para a Selic no ano que vem, os economistas preveem uma taxa de 4,75%. Na semana passada, essa projeção era de 5%.

PIB

O mercado também cortou a projeção do PIB para este ano pela oitava semana seguida.

Na semana passada, a previsão era de queda de 0,48% e agora é de contração de 1,18%. Para o ano que vem, a estimativa foi mantida em crescimento de 2,50%.

O corte reflete as mudanças nas expectativas anunciadas por instituições financeiras nas últimas semanas, após o aumento dos receios quanto aos efeitos da epidemia de coronavírus na economia mundial e no Brasil. Algumas casas já projetam forte retração para 2020.

Há expectativa de tombo de até 7,7% na economia neste ano, em virtude dos impactos do coronavírus.

Inflação

As projeções para a inflação, medida pelo indicador do IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), caiu de 2,94% para 2,72% neste ano. Para o ano que vem, a projeção saiu de 3,57% para 3,50%.

A meta de inflação a ser perseguida pelo BC é de 4% em 2020, 3,75% em 2021 e 3,50% para 2022, sempre com intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo.

Dólar

A expectativa para o dólar no final deste ano foi mantida em R$ 4,50. Para o ano que vem, a estimativa subiu de R$ 4,30 para R$ 4,40.

 

Fonte: Valor Investe

Veja Mais
Destaques da Economia Brasileira (25 a 29/05): Dólar registra alta após sete dias consecutivos de queda. Economia global mostra primeiros sinais de recuperação
Economia global mostra primeiros sinais de recuperação diante da pandemia
Destaques da Economia Brasileira (18 a 22/05): Dólar fecha a R$ 5,58 registrando a menor cotação em 20 dias
Economia Brasileira: Bolsonaro e governadores vetam aumento de salário a servidores públicos. Ibovespa vai a 83 mil pontos e dólar tem forte queda
Destaques da Economia Brasileira (10 a 14/05): No ano, dólar já subiu 45% e Banco Central já não sabe mais como atuar

Quer receber as últimas atualizações de Trigo, Milho, Farinhas, Farelos, Soja e do agronegócio em seu e-mail?

Cadastrar





Sobre AF News

A AF News com sede em Curitiba PR, foi idealizada para poder atender as necessidades de empresas e pessoas com informações de mercado e análises. Com responsabilidade, ética e imparcialidade nosso objetivo é promover o questionamento e a divulgação de informações útei...
Continue Lendo