Curiosidades: plantas emitem gritos ultrassônicos sob situação de estresse, garantem cientistas

  • 12/02/2020
  • 1
  • Categoria(s): Notí­cias Populares |

gritos ultrassônicos dos tomateiros

Uma floresta pode guardar mistérios e silêncios profundos, exceto pelo barulho da fauna, que coexiste em abundância  com várias espécies diferentes num mesmo habitat, às vezes, inóspito ao homem. Porém, uma descoberta científica surpreendente tem quebrado o silêncio no reino vegetal. É que o cientista Itzhak Khait e seus colegas da Universidade de Tel Aviv, em Israel, constataram que pés de tabaco e tomateiros, quando se encontram  sob qualquer situação de estresse,  emitem uma espécie de sequência de "gritos" ultrassônicos.

Mas, segundo os autores do estudo, a sonoridade produzida por estas plantas têm uma frequência muito alta para ser ouvida por seres humanos.

No entanto, pesquisas anteriores feitas pelos cientistas já haviam demonstrado que a cor, formato e odor das plantas mudam em resposta ao estresse, contudo a produção de sons em situações deste tipo não tinha sido amplamente investigada.

A pesquisa

As plantas foram colocadas em câmaras acústicas e em estufas pelos cientistas, que posicionaram potentes microfones que captam frequências ultrassônicas (entre 20 e 150 kHz).

Eles [os cientistas] deixaram um grupo de plantas sem água, chegaram até a cortar os galhos, enquanto outro grupo de plantas foi mantido em condições normais.

As plantas que não foram submetidas a nenhum tipo de estresse emitiram menos de um sinal sonoro por hora. Sob condições de estresse, isso ocorreu com muito mais frequência.

As observações feitas pelos cientistas foram de que os tomateiros produziram em média 25 sinais ultrassônicos por hora, quando seu caule foi cortado e até 35 sinais quando ficaram sem água. Já os pés de tabaco emitiram 15 sinais por hora, quando aparados e 11 ao deixarem de ser regados.

Benefícios para a agricultura

As descobertas podem ser úteis para monitorar o grau de hidratação de plantações, segundo os cientistas. "Técnicas mais precisas de irrigação podem reduzir o uso de água em até 50% e aumentar a produção", afirmam.

O estudo, que ainda não foi revisado por outros cientistas, aponta que, em testes preliminares, sinais sonoros foram detectados em outros tipos de plantas. E, que muitas delas podem ter habilidade de emitir som, no entanto é preciso distinguir as características e as semelhanças destes padrões sônicos.  

Os pesquisadores também foram  categóricos ao afirmar que novos estudos podem explorar os sons emitidos por plantas sob outras condições de estresse, como doenças, frio, ataques de pragas ou radiação solar extrema.

Novas descobertas podem ser interessantes para agricultura de precisão.  Se houver uma maneira barata e eficaz dos agricultores  “escutarem” as plantas, parece viável responder em seguida com a rega, isto se o 'grito' de socorro da planta for interpretado como sendo um pedido de água.

Insetos podem ouvir?

Os cientistas israelitas sugeriram que insetos como mariposas poderiam ouvir esses gritos ultrassônicos, e decidir não botar ovos nas plantas estressadas, por exemplo.

Outras plantas também poderiam escutar e reagir aos lamentos de suas colegas. Como não houve experimentos para mostrar se qualquer espécie do reino animal pode ouvir e responder a esses padrões sônicos até então produzidos,  a ideia, por hora,  é meramente  especulativa.

*Com base no artigo de Rafael Barifouse Da BBC News Brasil

Obtenha informações estratégicas para a melhor decisão de compra e venda de produtos agrícolas em AF News Agrícola.

 

 

Veja Mais
Destaques da Economia (16 a 20/11): Anvisa aprova medidas para acelerar registro de vacina, dólar acumula queda na semana
Economia: Dólar engata queda ante real com otimismo sobre vacina e BC no radar
Economia: EUA são deixados para trás após Ásia formar maior bloco comercial do mundo, diz Câmara de Comércio local
Fatores Climáticos: Confira a previsão do tempo para esta segunda e terça-feira
Fatores Climáticos: volume de chuva aumenta em parte do país neste fim de semana

Quer receber as últimas atualizações de Trigo, Milho, Farinhas, Farelos, Soja e do agronegócio em seu e-mail?

Cadastrar