Café – Balanço Semanal: Mesmo com fortes chuvas afetando a produção de café, preço segue recuando

  • 29/01/2020
  • 1
  • Categoria(s): Mercado do Café |

Cotação do Café

Nem as chuvas fortes dos últimos dias nas regiões produtoras de café foram capazes de travar a queda do grão. Na última semana, o preço do café arábica recou quase 1% ante a média da semana anterior. Confira:

Cotação do Café Arábica

A cotação do café arábica segue em queda provocada pelo aquecimento das expectativas de oferta do produto para os próximos meses. A bienalidade positiva da safra 2020/21 tem empurrado os preços para baixo, fazendo com que o valor do grão já se desvalorizasse mais de 13% na variação mensal.

Entre os dias 20 a 24 de janeiro, a média semanal registrada no preço do café pelo Cepea/Esalq ficou em R$ 486,79/saca com queda de 0,70% ante a semana anterior. No entanto, neste início de semana (27/01) o preço registrado foi de R$ 475,01/saca com queda de 13,35% na variação semanal, o que causa bastante preocupação aos cafeicultores, mesmo que nesse momento, eles não estejam muito ativos no mercado.

EVOLUÇÃO DO PREÇO DO CAFÉ ARÁBICA JANEIRO PARCIAL - CEPEA

Cotação do Café Conilon

Os indicadores do café conilon porém, diferente do arábica, obtiveram alta de 3% na média semanal entre 21 a 24 de janeiro, quando comparado com o preço da semana anterior, ficando em R$ 307,77/saca.

Depois de ter baixado do patamar de R$ 300/saca na semana do dia 15 de janeiro, os índices voltaram a reagir e os preços subiram novamente.

Na última segunda (27) a cotação do café conilon fechou valendo R$ 305,40/saca com queda de 1,53% na variação diária, mas com alta de 0,53% na variação mensal.

Os produtores esperavam uma melhora no mercado, tendo em vista o grande volume de chuvas que acometeu as regiões produtoras de café no Espírito Santo e Minas Gerais, mas por hora, as perdas que só foram contabilizadas no campo, por enquanto não chegaram ao mercado.

EVOLUÇÃO DO PREÇO DO CAFÉ CONILON JANEIRO PARCIAL - CEPEA

Cafeicultores avaliam os estragos das fortes chuvas

Os produtores de café da Zona da Mata de Minas Gerais e do sul do Espírito Santo começam a avaliar os prejuízos provocadas pelas fortes chuvas dos últimos dias. No Espírito Santo, o agrônomo do Centro Tecnológico do Café (Cetcaf), Frederico de Almeida Daher, afirma que os centros urbanos e regiões próximas à beira de rios foram mais prejudicados do que o campo, mas ainda é cedo para afirmar que não houve perdas nas lavouras.

Já na região de Manhuaçu, na Zona da Mata mineira, as chuvas prejudicaram as estradas, interrompendo temporariamente o transporte.

Segundo o agrônomo da Cooperativa dos Cafeicultores da Região de Lajinha (Coocafé), Thiago Mesquita, a água chegou a invadir alguns armazéns de café mas, como as chuvas só pararam na segunda-feira (27), agricultores ainda estão limpando as instalações atingidas e os prejuízos ainda não foram calculados. Nas lavouras, em contrapartida, não houve danos, em uma análise preliminar.

Embora as chuvas sejam favoráveis aos cafezais nesta época do ano, o volume registrado na última semana poderia provocar perdas na produção.

A previsão para os próximos dias, de acordo com a Somar Meteorologia, é de que a chuva deve permanecer em boa parte do Sudeste e ainda pode chover com acumulados expressivos entre o centro paulista, o Triângulo e o sul mineiro.

Café Mercado Externo

A Bolsa Ice de Nova Iorque também registrou queda nos últimos dias. O respaldo técnico se justifica a valorização do dólar em relação ao real, ao mercado pessimista com o Coronavírus que vem derrubando quase todas as commodities agrícolas e o recuo nos preços do petróleo, que faz o grão se desvalorizar.

Entre os dias 21 a 24 de janeiro o preço médio semanal dos contratos futuros com entregas para março/20 operaram com queda de 2,26% ante a semana anterior ficando em US$ 111,20/saca.

EVOLUÇÃO DO PREÇO DO CAFÉ MERCADO EXTERNO PARCIAL JAN

Obtenha informações estratégicas para a melhor decisão de compra e venda de produtos agrícolas em AF News Agrícola.

Veja Mais
Café - Balanço Mensal: Preço médio mensal da saca do arábica sobe 15% em março
Café - Balanço Semanal: Café arábica bate recorde nas cotações registrando maior valor histórico
Café - Balanço Semanal: Após recuar 11% nas cotações, café abre com forte alta nesta quarta-feira
Café - Balanço Semanal: Oscilações nos preços geram duvidas. O que esperar do café em março?
Café - Balanço Mensal: Exportações caem quase 10% em fevereiro ante o mesmo período de 2019

Quer receber as últimas atualizações de Trigo, Milho, Farinhas, Farelos, Soja e do agronegócio em seu e-mail?

Cadastrar





Sobre AF News

A AF News com sede em Curitiba PR, foi idealizada para poder atender as necessidades de empresas e pessoas com informações de mercado e análises. Com responsabilidade, ética e imparcialidade nosso objetivo é promover o questionamento e a divulgação de informações útei...
Continue Lendo