Melhoramento Genético e os desafios na Cadeia Produtiva do Trigo

  • 07/10/2019
  • 4
  • Categoria(s): Notícias Agrí­colas |

Melhoramento Genético

O trigo chegou ao Brasil juntamente com os Portugueses por volta do ano 1534. Porém, o consumo desse cereal era bastante retraído na época do descobrimento até que, com a chegada dos alemães e italianos entre 1824 e 1875 houve uma retomada no consumo e também um aumento no cultivo das lavouras de trigo, principalmente no Sul do País, onde as temperaturas são propicias até hoje para a sua produção e também, onde se concentraram os imigrantes alemães e italianos.

A partir de 1919 foram registradas as primeiras pesquisas para a cultura do trigo brasileiro, como forma de aumentar a produtividade do cereal e também, a sua resistência à incidência de pragas e plantas daninhas.

Com o passar dos anos, muita coisa evoluiu no Brasil e a chegada da família real no século XIX, também trouxe consigo um alimento que foi uma revolução no mercado brasileiro e ainda é até hoje: o Pão Francês.

Nesta vinda dos europeus, eles trouxeram farinha, receitas e padeiros, para que pudessem produzir em terras brasileiras o seu nobre pãozinho.

Desafios do Melhoramento Genético

Após essa breve história, que introduziu no Brasil o gosto que o brasileiro tem pelos pães, massas e respectivamente a necessidade de se produzir a matéria prima para que ela se torne alimento, a cadeia produtiva do trigo acaba sentindo a necessidade de estar em constante evolução para continuar agradando ao consumidor, como é o caso de hoje em dia.

Muita coisa já foi implantada na produção do trigo no Brasil, tanto que atualmente se produz trigo em Minas Gerais e existem pesquisas recentes que futuramente irão possibilitar a produção do trigo também no Mato Grosso, região brasileira onde as altas temperaturas predominam, fator bem limitante ao desenvolvimento do trigo.

Mas os desafios não acabam. Com a mudança no hábito de consumo do consumidor, que por sua vez que consumir cada vez menos calorias, ter hábitos saudáveis e procuram alimentos sem glúten, sem lactose e entre outros, não somente a indústria, formulando novas receitas, mas os produtores de trigo, que precisam apelar ao melhoramento genético e tentar inovar em novas cultivares com maior teor de proteína, menor teor de glúten e assim por diante.

Aspectos trabalhados

Entre os principais aspectos trabalhados no melhoramento genético, relacionado à produção de novas cultivares de trigo, estão:

Componentes genéticos das cultivares

Os estudos dos componentes genéticos do trigo é primordial para se obter cultivares com maior produtividade, estabilidade, resistência às doenças e pragas na lavoura, assim como, saber sobre sua adaptação ao cliente e solos e qualidade tecnológica adequada ao uso final da matéria-prima. As principais análises a serem feitas são: índice de tolerância à mistura (farinografia), teor de glúten, teor de proteínas, amido, peso do hectolitro, etc. De modo geral, todas as características agronômicas, fitossanitárias e de qualidade tecnológica.

Componente ambiental

Nos componentes ambientais, que inclusive é um dos fatores limitantes para a produção do trigo em algumas regiões do Brasil, são realizados estudos do clima de modo geral, a quantidade de precipitação na área, incidência de geadas, de radiação solar, temperatura e teor de umidade no solo.

O maior desafio no quesito dos componentes ambientais, é criar uma variedade que se adapte com estabilidade na sua qualidade em regiões com ambientes pouco favoráveis.

Pós Colheita

Os fatores estudados e também grandes desafios para o melhoramento genético nas operações de pós colheita estão na resistência dos grãos quanto as pragas no momento de armazenamento e micotoxinas.

Enfim, são grandes os desafios que o setor de biotecnologia e melhoramento genético terão de lidar, mas também, é vasta a quantidade de aspectos que podem ser trabalhados para que no final, produtores, consumidores e toda a cadeia produtiva do trigo saiam ganhando.

Obtenha informações estratégicas para a melhor decisão de compra e venda de produtos agrícolas em AF News Agrícola.

Veja Mais
Destaques da Economia (de 20 a 24/01)
Defensivos Agrícolas: Qual a importância do MIP (Manejo Integrado de Pragas) na Produção Agrícola?
Fertilizantes: Mercado agrícola ainda poderá contar com preços favoráveis em 2020
Agricultura de Precisão: Integração Lavoura-Pecuária aumenta a produtividade e beneficia qualidade do solo
Acordo inicial entre Estados Unidos e China deve afetar exportações do agronegócio e da indústria no RS

Quer receber as últimas atualizações de Trigo, Milho, Farinhas, Farelos, Soja e do agronegócio em seu e-mail?

Cadastrar





Sobre AF News

A AF News com sede em Curitiba PR, foi idealizada para poder atender as necessidades de empresas e pessoas com informações de mercado e análises. Com responsabilidade, ética e imparcialidade nosso objetivo é promover o questionamento e a divulgação de informações útei...
Continue Lendo