Novo fertilizante a base de hidrogel, é capaz de reduzir custos em relação as técnicas convencionais

  • 27/09/2019
  • 2
  • Categoria(s): Notícias Agrí­colas |

Notícias agrícolas

Pesquisadores da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), desenvolveram um novo fertilizante a base de hidrogel, que é capaz de liberar água e nutrientes de maneira gradativa na lavoura, o produto tem finalidade de reduzir custos em relação as técnicas convencionais e aumentar o intervalo de aplicação.

O produto ganhou o nome de Fertgel, e pode ser aplicado no solo no formato em pó ou em gel, com a formulação específica exigida por cada cultura. Essa inovação é capaz de reunir em um único produto água e nutrientes e fazer a liberação de forma gradual em lavouras de pequeno e grande porte, de culturas anuais e sazonais.

A proposta é atender também grandes cadeias produtivas, como soja, milho e laranja, entre outras. Mas o produto não está disponível no mercado, a nova tecnologia ainda depende da busca de investidores para poder ser comercializado, fato que pode acontecer no próximo ano.

Para desenvolver a solução, os pesquisadores usaram nanotecnologia para adicionar modificantes no material, técnica que está cada vez mais presente na agricultura brasileira. Com a incorporação de um argilomineral, foi possível aumentar a capacidade de armazenar água, carregar os nutrientes e liberá-los de maneira gradativa. Modificantes contidos na fórmula são os responsáveis pela liberação controlada e pela redução do custo de produção.

De acordo com o chefe-adjunto de pesquisa e desenvolvimento da Embrapa Instrumentação, “A formulação diferenciada do hidrogel abre uma nova fronteira no mercado de fertilizantes”.   

A atual fase da pesquisa de escalonamento da síntese dos materiais conta com apoio do programa de Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas (Pipe), da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), por meio do projeto “Produção de hidrogéis para aplicações agrícolas”, coordenado pelo químico e proprietário da empresa Fertgel.

Com a dificuldade de encontrar uma instituição que reunisse todas as competências em conhecimento químico, de materiais e de aplicação no agro, a solução foi criar uma empresa nascente. Assim nasceu a spin off Fertgel, com foco na finalização e exploração do produto, que recebeu o mesmo nome da empresa.

Segundo o químico e proprietário da empresa, “atualmente o uso de hidrogel na agricultura está apenas relacionado ao fornecimento de água em períodos de seca, com a finalidade de aumentar o intervalo de irrigação. Por isso, espera-se que o hidrogel tenha um alto grau de intumescimento, que é a capacidade de o material absorver água”.

Em ensaios preliminares, o hidrogel elaborado com a técnica alternativa de produção demonstrou absorver até mil vezes o seu peso em água. Os hidrogéis convencionais são capazes de reter entre 200 e 400 vezes o próprio peso em água.

Após definir as etapas de síntese, o projeto pretende calcular o custo de produção do material final, considerando todos os processos de fabricação, além dos custos da matéria-prima importada e da comercialização no Brasil. Esses cálculos vão apoiar os estudos de viabilidade do produto.

As formulações que se destacarem nessas etapas de caracterização serão testadas em casas de vegetação. A proposta é desenvolver hidrogéis incorporados a nutrientes específicos para cada tipo de cultura-teste. Os ensaios em campo vão compreender cadeias produtivas importantes para o país, como milho, café, citros e cana-de-açúcar.

A expectativa é que a empresa nascente possa se consolidar no mercado agro, com a possibilidade de explorar no futuro diferentes aplicações do hidrogel nanocomposito, em outras áreas.

Conteúdo baseado na notícia “Produto com nanotecnologia libera água e nutrientes gradualmente na lavoura” veiculada no site Embrapa.

Veja Mais
Acordo inicial entre Estados Unidos e China deve afetar exportações do agronegócio e da indústria no RS
Melhoramento Genético: Qual é a sua importância para a produção de alimentos?
Destaques da Economia (de 13 a 17/01)
Defensivos Agrícolas: Como evitar a deriva na aplicação de agrotóxicos?
Fertilizantes: Petrobrás irá paralisar fabricação de fertilizantes no Paraná

Quer receber as últimas atualizações de Trigo, Milho, Farinhas, Farelos, Soja e do agronegócio em seu e-mail?

Cadastrar





Sobre AF News

A AF News com sede em Curitiba PR, foi idealizada para poder atender as necessidades de empresas e pessoas com informações de mercado e análises. Com responsabilidade, ética e imparcialidade nosso objetivo é promover o questionamento e a divulgação de informações útei...
Continue Lendo