Cana-de-açúcar – Balanço Semanal: Preço do etanol aponta crescimento na variação semanal

  • 25/09/2019
  • 3
  • Categoria(s): Cana de Açúcar |

Cana de Açúcar

Entre os dias 16 a 20 de setembro, o mercado do açúcar cristal apontou uma ligeira valorização em São Paulo e uma leve queda no Porto de Santos, já no cenário do etanol hidratado e anidro os preços apresentaram elevações na variação semanal, de acordo com os índices registrados no Cepea/Esalq. A União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica), divulgou ontem (24) em seu relatório quinzenal, informações que as usinas e destilarias do Centro-Sul do Brasil processaram cerca de 39,49 milhões de toneladas de cana-de-açúcar na primeira quinzena de setembro da safra 2019/2020.

Açúcar Cristal

A cotação da média semanal do açúcar cristal (Icumsa, de 130 a 180) em São Paulo, foi de R$ 60,70/saca de 50 kg, com uma ligeira valorização de 0,82% comparado a média da semana anterior que ficou em R$ 60,21/saca.

Na sexta-feira (20) o açúcar atingiu R$ 61,19/saca, após passar por diversas oscilações durante o mês, entre R$ 59,88/saca a R$ 60,89/saca. No início dessa semana os valores permaneceram acima dos R$ 61,00/saca.

Sendo ontem (24) registrado o preço máximo R$ 61,80/saca, e o mínimo foi no dia 06/09 fechando em R$ 59,88/saca.

O preço médio do açúcar registrado no Porto de Santos, foi de R$ 61,12/saca com uma leve baixa de 0,33% ante a semana passada que foi de R$ 61,32/saca.

Ontem (24) o derivado fechou com a melhor cotação do mês em R$ 62,52/saca, com uma variação diária de 1,18%, no dia anterior tinha fechado a R$ 61,79/saca.

Os preços do açúcar cristal no mercado spot paulista estiveram um pouco mais firmes, de acordo com pesquisas do Cepea. Usinas paulistas consultadas, continuaram a priorizar a produção de etanol, mantendo a oferta do adoçante reduzida.

Além disso, grande parte do volume de açúcar produzido tem sido negociada via contratos. Pelo lado da demanda, o volume de aquisição no spot mantém-se estável, com casos pontuais envolvendo quantidades maiores.

Etanol

Os preços no mercado do etanol hidratado em São Paulo, durante o período de 16 a 20 de setembro voltaram a subir, com uma variação semanal de 1,64% e com preço médio de R$ 1,7219/litro (sem ICMS/PIS/Cofins).

Na cotação etanol anidro, a média foi de R$ 1,8725 /litro, com valorização de 1,52% na variação semanal, sendo o segundo melhor preço praticando durante setembro.

A demanda aquecida e o posicionamento firme do vendedor consultado pelo Cepea deram sustentação aos preços do etanol em São Paulo na semana passada. No geral, a notícia de um ataque à refinaria de petróleo na Arábia Saudita e o impacto desse fato no preço de combustíveis fósseis influenciaram essa posição de agentes de mercado e, consequentemente, os valores do etanol hidratado.

Segundo o levantamento do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços divulgado, por meio da Secretaria de Comércio Exterior, em seu relatório semanal, as exportações de etanol chegaram a 178,6 milhões litros na terceira semana de setembro, arrecadando em valores nesse período cerca de 98,2 milhões de dólares. O volume exportado até agora, já supera o total das exportações de etanol em setembro de 2018.

Últimas notícias sobre o mercado da Cana-de-Açúcar

A União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica), divulgou ontem (24) em seu relatório quinzenal, informações que as usinas e destilarias do Centro-Sul do Brasil processaram cerca de 39,49 milhões de toneladas de cana-de-açúcar na primeira quinzena de setembro da safra 2019/2020. O volume é 1,85% maior que o total moído em igual período da safra passada.

No acumulado da safra iniciada em 1º de abril o processamento atingiu 437,75 milhões de toneladas, alta de 1,21% sobre igual período da safra 2018/2019, quando foram processadas 432,51 milhões de toneladas de cana. Este resultado indica que 75% do ciclo agrícola corrente já está concluído.

Sobre a produtividade agrícola, esta totalizou 76,05 toneladas por hectare colhido em agosto, segundo o Centro de Tecnologia Canavieira (CTC). Trata-se de um aumento de 8,43% sobre o mesmo mês de 2018. Entre abril até agosto, o indicador alcançou 81,44 toneladas por hectare, alta de 3,6% em relação ao mesmo período do ano anterior.

A produção de etanol atingiu 2,37 bilhões de litros na primeira quinzena de setembro, sendo 683,79 milhões de litros de etanol anidro e 1,69 bilhão de litros de etanol hidratado. Por sua vez, a quantidade fabricada de açúcar alcançou 2,04 milhões de toneladas, queda de 5,61% sobre 2018.

No acumulado desde o início da safra, essa retração foi de 4,92%, com 20,01 milhões de toneladas de açúcar produzidas até 16 de setembro. No caso do etanol, o volume fabricado segue estável: 22,86 bilhões de litros na temporada passada, contra 22,98 bilhões de litros no ciclo corrente.

Refletindo esses números, 35,48% da matéria-prima disponível destinaram-se à produção de açúcar até 16 de setembro. Na primeira metade do mês, este percentual atingiu 35,10%, mais de 2%, abaixo da mesma quinzena de 2018 (37,32%).

Obtenha informações estratégicas para a melhor decisão de compra e venda de produtos agrícolas em AF News Agrícola.

 

                                                                                                                                                                      

Veja Mais
Açúcar - Balanço Mensal: Cotação do açúcar registra a maior valorização desde junho/17
Açúcar – Balanço Semanal: Com oferta menor, cotação do açúcar registra valorização
Açúcar – Balanço Semanal: Cotação do etanol segue registrando valorização
Açúcar – Balanço Semanal: Mercado do etanol hidratado segue com preços firmes
BALANÇO ANUAL DO AÇÚCAR 2019

Quer receber as últimas atualizações de Trigo, Milho, Farinhas, Farelos, Soja e do agronegócio em seu e-mail?

Cadastrar