O uso da tecnologia no campo será a principal aliada da nova geração de produtores

  • 19/09/2019
  • 4
  • Categoria(s): Notícias Agrí­colas |

Notícias agrícolas

A geração futura de produtores do agronegócio assume o desafio de alimentar a população crescente no Planeta Terra. De acordo com a FAO (Food and Agriculture Organization), serão 9 bilhões de pessoas em 2050, todas consumidoras de produtos do agro.

O que pode facilitar esse trabalho são as novas tecnologias encontradas no mercado e que estão presentes em toda a cadeia produtiva do campo, internet das coisas (IoT, na sigla em inglês), hardwares até o uso de grandes bancos de dados (big data) coletados por sensores, satélites e drones.

Nesse cenário tecnológico também está, a agricultura de precisão, blockchain, inteligência artificial e outras ferramentas digitais conectadas por meio de softwares que contribuem para o aumento na produção.

Alguns exemplos do uso dessas tecnologias são, sistemas de irrigação controlados por telemetria, agricultura de precisão utilizando Internet das Coisas (IoT), que integra sistemas para coleta e integração de dados, além de sensores e até drones que conseguem identificar pragas e doenças.

A chamada agricultura 4.0 envolve o uso de novas tecnologias e ferramentas que exigem um conhecimento para o qual o jovem está em geral bem mais disposto ou tem mais facilidade para aprender, interagir e assimilar.

Veja mais:

Mas a agricultura tradicional precisa dar espaço para o jovem e, consequentemente, para a inclusão destas novas tecnologias, que vão permitir ao Brasil continuar a ser competitivo na produção de alimentos, fibras e energia.

A 7ª edição da Pesquisa Hábitos do Produtor Rural (ABMRA), entrevistou in loco 2.835 agricultores de 15 estados, em iniciativa da Associação Brasileira de Marketing Rural e Agronegócio e foi divulgada em 2017, mostra o quanto o agro está acompanhando toda essa evolução da tecnologia. De acordo com o estudo, 61% dos produtores têm acesso à internet e 96% possuem telefone celular. Dos produtores que têm celular, 61% usam smartphones. Dentre as mídias digitais, o aplicativo Whatsapp lidera a preferência, com 96% das citações de uso.

Todas essas novas tecnologias contribuem e até incentivam as gerações conhecidas de Z e Alpha, que são os jovens que nasceram entre 1992 e 2010 e a partir de 2010, respectivamente, a ficar no campo, dando sequência aos negócios da família, a chamada sucessão familiar rural.

A continuidade dos negócios depende, sendo necessário a permissão da atual geração para que os jovens possam experimentem, aprendam e assumam o compromisso de entregar resultados.

Em vista que os jovens são mais adeptos à tecnologia da informação, a geração atual carrega a experiência de quem fez e aconteceu. É nesse sentido que as duas gerações serão fundamentais para a adoção das ofertas das agtechs (start-ups do agronegócio) que prometem revolucionar o patamar de eficiência e rentabilidade no campo por meio de big data, modelos preditivos e automatização de decisões para citar alguns dos benefícios prometidos.

Mas são encontradas muitas dificuldades nas propriedades rurais, quando envolve a questão do jovem permanecer, pois muitos não são estimulados a continuar nas atividades agrícolas.

A ABMRA já está organizando a 8ª Pesquisa Hábitos do Produtor Rural. Nesta nova edição, o estudo fará uma imersão ainda maior sobre as novas gerações de produtores, identificará seus perfis, o que pensam, suas expectativas, sua visão de negócios, seus hábitos de mídia, qual a melhor forma de ser abordados e quais fatores influenciam suas decisões no dia a dia.

Obtenha informações estratégicas para a melhor decisão de compra e venda de produtos agrícolas em AF News Agrícola.

Conteúdo baseado na notícia “O que esperar da nova geração de produtores do agro?” veiculada no site BeefPoint.

Veja Mais
Defensivos Agrícolas: Ingrediente ativo de herbicida utilizado nos EUA e Austrália é registrado no Brasil.
Agronegócio Brasileiro: China tem planos de investimentos para o agro no Brasil
Defensivos Agrícolas: Ministério registra novos produtos biológicos compostos de microrganismos
Transporte de Cargas: Paradas de descansos em rodovias são certificadas pelo Governo
Fertilizantes Agrícola: Nitrato de amônio na agricultura

Quer receber as últimas atualizações de Trigo, Milho, Farinhas, Farelos, Soja e do agronegócio em seu e-mail?

Cadastrar