Destaques da Economia Brasileira e Internacional (de 30/08 a 05/09)

  • 06/09/2019
  • 3
  • Categoria(s): Notícias Agrí­colas |

Notícias agrícolas

Confira os acontecimentos que se destacaram no cenário econômico brasileiro e internacional durante os últimos dias de agosto e início de setembro: Pacote de combate ao desemprego; Registro de superávit na balança comercial; Seis municípios do Mato Grosso apresentam os maiores PIB per capita e impactam no agronegócio e a situação de ameaça na guerra comercial e a desvalorização do dólar...

Economia Brasileira

Um projeto chamado o “pacote de combate ao desemprego”, está em estudo pelo governo e prevê medidas em ao menos dez frentes, e já apresentada para um grupo seleto de bancários e executivos, antes mesmo de serem anunciadas ao público.

Sendo uma dessas propostas, a liberação de cerca de R$ 65 bilhões para capital de giro de empresas e outra a ideia de criar uma espécie de rede de “ agências de trabalho” privadas.

Para tentar estimular a atividade empresarial, a equipe econômica estuda uma mudança numa regra da justiça do trabalho, onde estão parados R$ 65 bilhões na forma de depósitos recursais, que são valores depositados em juízo pelas empresas para poder recorrer de sentença trabalhista.

Balança Comercial

A balança comercial brasileira registrou superávit de 3,284 bilhões de dólares durante o mês de agosto, o melhor saldo para o período desde 2017, segundo informações divulgadas pelo Ministério da Economia nesta segunda-feira (02/09), mês em que as importações caíram mais que as exportações.

O dado informado gera a expectativa de um saldo positivo de 3,2 bilhões de dólares, conforme pesquisa Reuters com analistas.

Em agosto, as exportações tiveram um recuo de 8,5% referente ao mês de 2018, pela média diária, a 18,853 bilhões de dólares.

Já as importações tiveram uma retração maior, de 13,3% na mesma comparação, a 15,569 bilhões de dólares.

Veja mais:

Mercado do Trigo: cota de importação sem alíquota deve entrar em vigor em 2020; Trigo da Rússia pode estar no páreo

Mercado do farelo de trigo apresenta redução na oferta em algumas regiões

Agronegócio

Segundo os últimos números divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), seis dos 141 municípios mato-grossenses estão entre os 50 maiores PIB per capita (Produto Interno Bruto por habitante) do país, sendo eles Campos de Júlio, Santa Rita do Trivelato, Nova Ubiratã, Sapezal, Alto Taquari e Diamantino.

Os seis municípios têm em comum o agronegócio como maior formador de seu PIB, cujo percentual varia de 41,8%, em Campos de Júlio, a 65,81%, em Nova Ubiratã. Os principais produtos cultivados são algodão (39,29% de toda a produção estadual de 2017, último ano divulgado pelo IBGE), milho (17,61%) e soja (15,31%). A soma de seus PIB (R$ 8,999 bilhões) é equivalente a 7,27% do total estadual de R$ 123,834 bilhões.

Economia Internacional

O presidente americano Donald Trump fez uma ameaça nesta última terça (03/09) à China, pelo Twitter. Trump referia-se a um acordo mais duro com os chineses, principalmente, se for reeleito em 2020 nos Estados Unidos. E os tweets chegam em um momento em que a delegação chinesa se esforça para alcançar, na agenda, um espaço para uma nova reunião com a equipe norte-americana. Um possível encontro estaria pré-acordado para acontecer em setembro.

No último domingo (01/09), uma nova rodada de tarifas americanas entrou em vigor sobre US$ 100 bilhões em produtos chineses, dando início a uma nova fase da guerra comercial. Enquanto isso, as preocupações com as economias norte-americana e chinesa, consideradas as duas maiores do mundo, só crescem, criando temores ainda mais sérios para a economia global.

Ainda nesta terça-feira (03), uma série de dados sobre a economia mostrou que a trajetória dos EUA não é tão forte como Trump insiste em retratar. Além disso, segundo especialistas, as novas tarifas do país sobre a China são ainda mais perigosas desta vez, já que podem impactar diretamente o consumo no país.

No mercado de câmbio, o dólar comercial caiu 1,79% e fechou cotado nessa última quinta-feira (05/09) a R$ 4,104 para compra e R$ 4,105 para venda. Este é o menor valor da moeda americana no Brasil desde o dia 23 de agosto, quando foi vendida a R$ 4,124.

Obtenha informações estratégicas para a melhor decisão de compra e venda de produtos agrícolas em AF News Agrícola. 

 

Veja Mais
Destaques da Economia (de 20 a 24/01)
Defensivos Agrícolas: Qual a importância do MIP (Manejo Integrado de Pragas) na Produção Agrícola?
Fertilizantes: Mercado agrícola ainda poderá contar com preços favoráveis em 2020
Agricultura de Precisão: Integração Lavoura-Pecuária aumenta a produtividade e beneficia qualidade do solo
Acordo inicial entre Estados Unidos e China deve afetar exportações do agronegócio e da indústria no RS

Quer receber as últimas atualizações de Trigo, Milho, Farinhas, Farelos, Soja e do agronegócio em seu e-mail?

Cadastrar





Sobre AF News

A AF News com sede em Curitiba PR, foi idealizada para poder atender as necessidades de empresas e pessoas com informações de mercado e análises. Com responsabilidade, ética e imparcialidade nosso objetivo é promover o questionamento e a divulgação de informações útei...
Continue Lendo