Cotações dos fertilizantes potássicos e fosfatados registram aumento médio de 21% em 2019

  • 02/09/2019
  • 3
  • Categoria(s): Notícias Agrí­colas |

Fertilizantes

Com a alta nos preços de fertilizantes, os custos de produção deverão ser os maiores este ano desde 2010. Considerando-se o primeiro semestre dos últimos nove anos, os preços dos principais fertilizantes fosfatados e potássicos utilizados na cultura da soja registraram, em 2019, as cotações mais elevadas. Esse cenário é reflexo aos eventos registrados em 2018, como a greve dos transportadores rodoviários, as incertezas sobre o tabelamento dos fretes, a oscilação cambial (devido as questões políticas) e a valorização das matérias-primas no mercado externo.

Os primeiros seis meses do ano, é o período em que ocorre o maior volume de comercialização de fertilizantes. De acordo com levantamento realizado do Cepea/Esalq, nos últimos nove anos, os meses de junho terminaram com 62%, em média, do total comprado.

Para a implantação da safra 2019/20, os índices apontam que quase 70% dos fertilizantes foram adquiridos até o final de junho/19, e com os maiores valores praticados durante nove anos, os custos com insumos agrícolas devem ser os mais altos dos últimos anos, para o produtor de soja brasileiro.

No primeiro período, de 2010 a 2015, os fertilizantes se valorizaram cerca de 76%, mas recuaram em 2016 e 2017. Nesses anos, as cotações dos fertilizantes foram pressionadas principalmente pela desvalorização do dólar frente ao Real e pela grande oferta das matérias-primas no mercado internacional.

Em 2018 com o valor mais elevado do câmbio, os fertilizantes apresentaram aumento nos preços, principalmente no segundo semestre, quando surgiu os rumores da Gerra Comercial entre China e Estados Unidos, assim como questões do cenário político eleitoral brasileiro, que influenciaram desvalorização da moeda brasileira em relação ao dólar. Acumulado a isso, os fatores como o tabelamento dos fretes, resolução da greve rodoviária, impactou ainda mais as cotações, de forma que, entre 2017 e 2018, o preço do adubo agrícola registrou acréscimo de 31%.

Já em 2019, como dólar ficou ainda mais valorizado que no primeiro semestre de 2018, passando de R$ 3,42 para R$ 3,84 nesse período e, como reflexo, os fertilizantes potássicos e fosfatados registraram crescimento médio de 21% nas cotações.

O fertilizante Cloreto de Potássio (KCl), por exemplo, passou de R$ 1.386,00/tonelada para R$ 1.796,00/t. Já o Fosfato Monoamônico (MAP) apresentou uma elevação de R$ 269,00/t entre um ano e outro, sendo comercializado em torno de R$ 2.076,00 no primeiro semestre de 2019.

Obtenha informações estratégicas para a melhor decisão de compra e venda de produtos agrícolas em AF News Agrícola.

 

Conteúdo baseado na notícia “com preços de fertilizantes mais altos, custos deverão ser os maiores desde 2010 l” veiculada no site CNA SENAR.

Veja Mais
Melhoramento Genético: Qual é a sua importância para a produção de alimentos?
Destaques da Economia (de 13 a 17/01)
Defensivos Agrícolas: Como evitar a deriva na aplicação de agrotóxicos?
Fertilizantes: Petrobrás irá paralisar fabricação de fertilizantes no Paraná
Agricultura de Precisão: Agropecuária também ganhar reforços com novas tecnologias

Quer receber as últimas atualizações de Trigo, Milho, Farinhas, Farelos, Soja e do agronegócio em seu e-mail?

Cadastrar





Sobre AF News

A AF News com sede em Curitiba PR, foi idealizada para poder atender as necessidades de empresas e pessoas com informações de mercado e análises. Com responsabilidade, ética e imparcialidade nosso objetivo é promover o questionamento e a divulgação de informações útei...
Continue Lendo