Privatizações de Estatais: veja a reação do mercado financeiro um dia depois de passar a ‘euforia e a frustração’ pós divulgação da lista

  • 22/08/2019
  • 5
  • Categoria(s): Notícias Agrí­colas |

Depois do rebuliço no mercado financeiro provocado pelos rumores de que a Petrobras estaria incluída no pacote de privatizações do governo - o que fez as ações da petroleira dispararem quase 8% -,   o Ibovespa  terminou o pregão desta quinta-feira (22) em baixa de 1,18% a 100.011 pontos. O dólar voltou a subir,  registrando ganhos de 1,15% a R$ 4,0769 na compra e cotado a R$ 4,0776 na venda.    

Na véspera, o índice Ibovespa,  havia disparado, chegando aos 101 mil pontos, alta de 2%,  atrelada à possibilidade  de ser confirmada uma lista com 17 nomes de estatais inclusas no pacote de privatizações do governo, conforme  antecipado um dia antes pelo ministro da Economia, Paulo Guedes.  Mas, o burburinho de que não seriam 17 as empresas na fila para privatização, mas nove, não demorou  a se alastrar. E, claro, a Petrobras não encabeçou a lista, como muitos investidores esperavam.  

As gigantes de ‘primeira grandeza’  da lista são os Correios e a Telebras. A venda dessas duas companhias  já havia sido antecipada pelo governo.

Ponta pé inicial

Nesta quinta-feira, o  governo deu início aos procedimentos de privatização dos Correios, contudo o processo de venda da holding, com começo imediato das discussões no Congresso,  terá que desacelerar um pouco mais.

É que a estatal foi incluída no Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) em fase de estudos e não diretamente no Programa Nacional de Desestatização (PND). Trocando em miúdos:  primeiro, o governo discute com o capital privado, como será  feita a venda da estatal para então, só depois dar o ponta pé inicial na articulação com deputados e senadores.

Além dos Correios, outras oitos estatais foram incluídas no PPI. Dessas, quatro passarão por processo similar ao dos Correios, isto é, não entrarão direto no PND, são elas: a Telecomunicações Brasileiras S.A. (Telebrás); o Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro); a Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência Social (DataPrev); e a Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), responsável pelo Porto de Santos.

O restante entrará direto no PND, o que significa que o governo poderá iniciar de imediato os trâmites burocráticos para a desestatização, bem como os ritos de precificação e o processo de vendas das empresas, a seguir: a Agência Brasileira Gestora de Fundos Garantidores e Garantias (ABGF); a Empresa Gestora de Ativos (Emgea); o Centro de Excelência em Tecnologia Eletrônica Avançada (Ceitec); e a Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp).

Inicialmente, a previsão incluia 17 estatais. Contudo, o governo explicou que seis delas haviam sido inseridas no PPI, durante reuniões anteriores do conselho do programa (CPPI). O processo de privatização da Loteria Instantânea (Lotex) foi confirmado no encontro desta quarta-feira (21/8), mas por se tratar de um leilão de concessão de um produto explorado pela Caixa Econômica Federal, não entra como uma empresa pública. Da lista prevista, a  Empresa Brasil de Comunicação (EBC) foi a única ausência registrada. 

Até então, o PPI arrecadava R$ 1,3 trilhão de investimentos, agora a carteira vai subir para R$ 2 trilhões, puxada pelas 33 novas ações participativas no PPI, incluindo as desestatizações das quatro estatais que entraram direto no PND.

Veja  a lista com o nome das nove empresas

» Agência Brasileira Gestora de Fundos Garantidores e Garantias (ABGF);
» Empresa Gestora de Ativos (Emgea);
» Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro);
» Empresa de Tecnologia e Informaçõões da Previdência Social (Dataprev);
» Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp);
» Centro de Excelência em Tecnologia Eletrônica Avançada (Ceitec);
» Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp);
» Telecomunicações Brasileiras S/A (Telebrás);
» Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos;

Leilão de concessão

 » Loteria Instantânea Exclusiva (Lotex);

Das 17 empresas a serem privatizadas, seis delas já haviam sido incluídas em reuniões anteriores do CPPI, são elas:

» Eletrobras;
» Casa da Moeda;
» Centrais de Abastecimento de Minas Gerais (Ceasaminas);
» Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU);
» Empresa de Trens Urbanos de Porto Alegre S.A. (Trensurb);
» Companhia Docas do Espírito Santo (Codesa);

A única empresa não incluída foi:

» Empresa Brasil de Comunicação (EBC);

 *Com informações da AG.Brasil/C.Braziliense

 Obtenha informações estratégicas para a melhor decisão de compra e venda de produtos agrícolas em AF News Agrícola. 

 

Veja Mais
Melhoramento Genético: Pesquisas no estado do Paraná para o cultivo de lúpulo
Destaque da Economia: Especulações sobre o PIB brasileiro indicam recuos superiores a 5%.
Defensivos Agrícolas: Ao contrário do que se pensa! Defensivos ajudam no desenvolvimento sustentável
Transportes de Cargas: Opção logística eficiente para o escoamento da produção de grãos da região Centro-Oeste
Fertilizantes Agrícolas: Saiba como identificar se o insumo entregue na fazenda foi adulterado

Quer receber as últimas atualizações de Trigo, Milho, Farinhas, Farelos, Soja e do agronegócio em seu e-mail?

Cadastrar