Logística Ferroviária: contrato de concessão da Ferrovia Norte-Sul é assinado; a previsão é de que eixo central comece a operar ainda este ano

  • 01/08/2019
  • 7
  • Categoria(s): Notícias Agrí­colas |

“A Ferrovia Norte-Sul é a espinha dorsal de transporte no Brasil. Esse modal é muito bem vindo,  vai baratear o frete e como consequência a mercadoria chega na ponta mais barata para o consumidor. A gente vai consumir menos óleo diesel, e terá menos acidente nas estradas”. Foi com este discurso que o presidente Jair Bolsonaro selou a assinatura do contrato de  concessão da Ferrovia Norte-Sul, no trecho entre Porto Nacional (TO) e Estrela D'Oeste (SP).

A cerimônia ocorreu nesta quarta-feira (31), no pátio do Porto Seco Centro-Oeste, no setor agroindustrial do município de Anápolis, em Goiás. O modal deve baratear de forma substancial o frete de mercadorias no país. A ferrovia é um dos principais canais para escoamento da produção agrícola brasileira e a previsão é que as operações no eixo central comecem até o final deste ano.  

Trecho em concessão

O trecho concedido da Norte-Sul em sua totalidade possui uma extensão de 1.537 KM, divididos  em dois tramos. O primeiro, eixo central, que liga  Porto Nacional (TO) à Anápolis (SP) tem 855 km; e o tramo sul, que abrange o trecho Ouro Verde de Goiás (GO) e Estrela D’Oeste (SP), possui 682 km de extensão. A previsão é que este segundo entre em operação em 2021.

A empresa Rumo S.A, que atua em serviços de logística de transporte ferroviário, arrematou a concessão da ferrovia em leilão realizado em março deste ano.  O certame foi ganho com um lance de pouco mais de R$ 2,719 bilhões, um ágio de 100,92% ao lance mínimo pedido pelo governo, de R$ 1,3 bilhão. A duração do contrato é de  30 anos e prevê a administração dos dois trechos da Norte-Sul.

Para o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, a Norte-Sul representa a duplicação do modal no transporte de mercadorias num prazo de oito anos.

“Nós vamos criar competição e a participação do modal ferroviário vai sair dos atuais 15% pra quase 30%, em oito anos. Nós vamos começar a ver o trem passar com contêiner empilhado saindo de Goiás e indo para são Paulo, e no sentido oposto”, disse. No futuro, nós vamos sair da Zona Franca de Manaus e entregar a carga em Porto Alegre. Vamos ligar o Brasil por trilhos”, completou.

Integração de linhas e novas concessões

O ministro enfatizou que o governo trabalha para integrar a ferrovia com outras linhas com a concessão de mais ferrovias. Entre elas, a Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol), que liga Caetité ao porto de Ilhéus, na Bahia e a Ferrogrão, ligando Sinop (MT) a Miritituba (PA), que beneficia a produção agrícola do Mato Grosso. A previsão é que os editais saiam entre 2019 e o início de 2020. Outro ponto é a prorrogação de contratos já existentes.

Segundo o ministro, o governo pretende fazer a prorrogação das malhas que representam vantagem para a administração. “Em vez de botar o dinheiro de outorga nos cofres do Tesouro Nacional, a gente está capturando esse dinheiro no sistema ferroviário. Estamos pegando uma outorga e obrigando a fazer uma construção ferroviária com essa outorga”, disse. “No final das contas, é uma forma criativa de colocar dinheiro para dentro e colocar infraestrutura para dentro”, justificou.

Fonte: Ag.Brasil/EBC

Obtenha informações estratégicas para a melhor decisão de compra e venda de produtos agrícolas em AF News Agrícola.  

Veja Mais
Defensivos Agrícolas: STF suspende portaria que muda regra para registro de agrotóxicos
Destaques da Economia Brasileira (30/03 a 03/04): PIB Brasil tem risco de recuar em 2020. No mundo, COVID-19 já passa de 1 milhão de casos
Agricultura de Precisão: viticultura de precisão pode maximizar o potencial produtivo do vinho
Fertilizante Agrícola: Relação de troca entre fertilizantes e soja volta a melhorar
Economia: Dólar avança e se aproxima de R$ 5,25 com sinais do impacto da crise de saúde

Quer receber as últimas atualizações de Trigo, Milho, Farinhas, Farelos, Soja e do agronegócio em seu e-mail?

Cadastrar





Sobre AF News

A AF News com sede em Curitiba PR, foi idealizada para poder atender as necessidades de empresas e pessoas com informações de mercado e análises. Com responsabilidade, ética e imparcialidade nosso objetivo é promover o questionamento e a divulgação de informações útei...
Continue Lendo