Notícias Agrícolas - AF News

Última atualização: 08/9/2017 - Atualizado em 02/10/2013h46

Abiove projeta produção menor de soja em 2018: 108,50 milhões de t

Processamento deve subir em 2018 em função do B10, aumento de 8% para 10% da mistura de biodiesel ao diesel mineral

De AF News Análises

As primeiras projeções para o complexo soja em 2018 foram divulgadas hoje pela Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove). A produção de soja em grão está projetada em 108,50 milhões de toneladas, ante a previsão de 113,80 milhões de t em 2017, uma redução de 5 milhões de t.

Processamento - O processamento maior de soja é um dos destaques em 2018: de 41,50 milhões de t previstas para 2017 para 43 milhões de t. Isso se reflete em uma produção maior de farelo proteico, de 32,70 milhões de t, na comparação à estimativa de 31,50 milhões de t neste ano, e no aumento da produção de óleo, de 8,20 milhões de t para 8,50 milhões de t. 

Efeito B10 - A elevação no processamento de soja é explicada pela introdução do B10 no mercado a partir de março de 2018, anúncio esperado ainda neste mês. A atual mistura de biodiesel ao diesel fóssil passará de 8% (B8) para 10%.

Exportações - De acordo com a Abiove, haverá aumento das vendas externas de soja em grão, de 64 milhões de t, segundo a previsão para 2017, para 65 milhões de t, e crescimento nas exportações de farelo proteico, de 15,70 milhões de t para 16,20 milhões de t. O consumo doméstico de óleo de soja crescerá em 2018, de 7 milhões de toneladas, de acordo com a previsão divulgada hoje, para 7,70 milhões de t.

Divisas - A Abiove prevê para 2018 vendas externas do complexo soja de US$ 29,38 bilhões, valor pouco menor do que o projetado para este ano, US$ 29,82 bilhões.

2017, um ano de crescimento - Para o setor de soja, 2017 será marcado por números positivos, segundo as últimas projeções: crescimento de 18,3% na produção da oleaginosa, de 24,1% nas exportações e de 5% no processamento.

 A produção e exportação de farelo proteico deverão aumentar, respectivamente, 4,2%  e 10,3% neste ano.

A previsão para a produção de óleo é de um crescimento de 4%, enquanto o consumo interno tem estimativa de aumento de 6,4% e a exportação, de 3,4%.

Fonte: Abiove - Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais
veja também
informativo - assinatura
O cadastro é rápido, fácil e você passa a ter acesso a
benefícios exclusivos: Receber as diversas newsletters,
comentar as materias publicadas e balanços semanais.