Notícias Agrícolas - AF News

Última atualização: 31/5/2016 - Atualizado em 02/10/2013h46

Produtores capixabas fecham primeira operação de importação de milho da Argentina

A operação foi realizada pela Associação dos Avicultores do Estado do ES (AVES) e pela Associação de Suinocultores do ES (ASES), que coordenam o grupo no processo de compra do produto

De AF News Análises

Um grupo de avicultores e suinocultores do Estado do Espírito Santo fechou nesta semana a compra da primeira carga de milho, a ser importada da Argentina. A operação foi realizada pela Associação dos Avicultores do Estado do ES (AVES) e pela Associação de Suinocultores do ES (ASES), que coordenam o grupo no processo de compra do produto.

De acordo com o diretor executivo da AVES e ASES, Nélio Hand, a importação do milho é uma alternativa frente a dificuldade encontrada pelos produtores capixabas para garantir o abastecimento, além de tentar minimizar a pressão sobre o preço do produto no mercado interno que vem apresentando escassez mas também está muito especulado. “Hoje o custo do milho está próximo aos R$ 60,00 por saco e a produção de aves, ovos e suínos está ficando insustentável, pelo alto custo do insumo, assim como está ocorrendo em boa parte do país”, disse.

Ele informou que os setores estão viabilizando uma compra de 25 mil toneladas de milho da Argentina, e que na próxima semana, produtores do Espírito Santo estarão indo até ao país vizinho com o objetivo de verificar os possíveis fornecedores do grão para novas operações, visando assegurar o abastecimento no segundo semestre deste ano. “A Secretaria de Agricultura do Estado está coordenando um grupo que irá realizar visitas à Argentina e Uruguai e nós estaremos com eles, para entre outros assuntos, discutir e verificar essa possibilidade de realizar operações contínuas a fim de garantir que essa alternativa de abastecimento seja fortalecida”, destaca.

Produtores Capixabas já vinham se mobilizando há algumas semanas através da AVES e ASES e buscando a melhor alternativa para iniciar as operações de importação. As ações promovidas em torno do assunto também envolveram o Governo do Estado, onde os setores solicitaram a isenção de ICMS, assim como foi feito no início da década de 2000, quando também foram realizadas várias operações de importação. A medida solicitada já ocorre em outros estados importadores, tanto do Sul do País, quanto do Nordeste, especialmente.

Na busca por esse beneficio que atenderá a avicultura, suinocultura, setor de bovinos, entre outros no Estado, foram realizadas várias reuniões no âmbito da Secretaria de Estado da Agricultura e do próprio gabinete do Governador, que viabilizou os estudos e análises sobre o assunto e anunciou no dia 11 de maio, o encaminhamento de Projeto de Lei à Assembleia Legislativa do ES a fim de permitir tal isenção. “O próprio Governador Paulo Hartung cuidou desse assunto, junto com o Secretário Octaciano Neto, frente à gravidade e a preocupação que o tema vem apresentando”, salientou Hand.

No dia 17/05, o Projeto de Lei que concede a isenção de ICMS na importação de milho para o Espírito Santo foi encaminhado pelo Governador Paulo Hartung a Assembleia legislativa, onde foi aprovado pelos Deputados Estaduais, sendo já encaminhado ao Governo para sanção.

O secretário de Estado da Agricultura, Octaciano Neto, frisou que, mesmo em um momento de crise financeira vivida pelo país, o Governo do Estado está conseguindo, de forma responsável, fomentar o desenvolvimento de vários setores da economia capixaba, como é o caso dos setores de avicultura e suinocultura. “Esta medida cumpre mais uma etapa, no sentido de ampliar a competitividade desses setores tão importantes para nossa economia. Vamos poder comprar nosso principal insumo com um preço melhor e tirar a pressão do preço no mercado interno”, destacou.
Fonte: Aves e Ases
veja também
informativo - assinatura
O cadastro é rápido, fácil e você passa a ter acesso a
benefícios exclusivos: Receber as diversas newsletters,
comentar as materias publicadas e balanços semanais.