Notícias Agrícolas - AF News

Última atualização: 15/6/2016 - Atualizado em 02/10/2013h46

Mineradora espanhola quer comprar projeto de lítio em Minas Gerais

A Emerita Resources, empresa espanhola listada na bolsa de valores de Toronto, fechou um acordo com a brasileira Falcon Metais para adquirir 100% de um projeto de lítio próximo às cidades de Araçuaí (MG) e Itinga (MG)

De AF News Análises

A Emerita Resources, empresa espanhola listada na bolsa de valores de Toronto, fechou um acordo com a brasileira Falcon Metais para adquirir 100% de um projeto de lítio próximo às cidades de Araçuaí (MG) e Itinga (MG). O ativo, segundo a Emerita, fica a 500 metros da mina da Companhia Brasileira de Lítio (CBL). A Forbes & Manhattan tem participação nas duas mineradoras.

A opção adquirida pela Emerita vale até 13 de junho de 2018. A mineradora espanhola vai emitir para a Falcon 500 mil ações ordinárias, por 15 centavos de dólar canadense cada. Para garantir que a opção não expire, a companhia vai emitir mais 500 mil ações para a mineradora brasileira até 13 de junho de 2017. As informações são de comunicado enviado ao mercado nesta segunda-feira (13).

Caso a Emerita exerça a opção de compra para adquirir o projeto de lítio em Minas Gerais, a Falcon terá direito a ficar com um royalty do tipo net smelter return de 2% sobre todas as futuras vendas comerciais do empreendimento.

Se a estimativa inicial de recursos minerais do projeto, com base no NI 43-101, apontar, pelo menos, 20 milhões de toneladas com teor de, no mínimo, 1,3% de LiO2, a mineradora espanhola terá que pagar 5 milhões de dólares canadenses, cerca de US$ 3,92 milhões, para a Falcon. Esse valor poderá ser pago em dinheiro ou em ações ordinárias, com preço e volume de papéis a serem definidos.

“Essa transação é um desenvolvimento empolgante para a Emerita. Nós vamos continuar a buscar projetos avançados na Península Ibérica, entretanto, nós conseguimos alavancar fortes contratos no Brasil para adquirir a opção de um projeto em um ambiente já provado para [ocorrência] de lítio, imediatamente adjacente a uma mina em produção”, afirmou Joaquín Merino, presidente e CEO da Emerita, empresa fundada em 2012 e que tem sede em Sevilha, na Espanha.

O projeto de lítio da Falcon é formado por uma autorização de pesquisa e cinco requerimentos de pesquisa. Os direitos minerários serão transferidos para a Emerita assim que os requerimentos forem aprovados pelo Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM). Segundo dados do Jazida.com., a Falcon Metais tem 113 direitos minerários que variam para minério de lítio, fosfato, sais de potássio, minério de ferro, ouro e metais do grupo da platina em Goiás, Minas Gerais, Amazonas, entre outros.

Por e-mail ao Notícias de Mineração Brasil, a Forbes & Manhattan informou que o projeto de lítio da Falcon "ainda está na fase conceitual e ainda não foi concluído o planejamento de trabalhos e definição de orçamento. Isto deve ocorrer nos próximos meses". A empresa também disse que Emerita e Falcon são ligadas ao grupo.

Fernando Tallarico, consultor independente da Emerita e diretor da Forbes & Manhattan, disse que a “proximidade da operação em produção [da CBL], em conjunto com a evidência geológica observada no campo, indica que mais mapeamento, amostragem e sondagem são merecidos”. Tallarico também é diretor técnico da Aguia Resources, mineradora na qual a Forbes & Manhattan também tem participação.
Fonte: Fusões e Aquisições
veja também
informativo - assinatura
O cadastro é rápido, fácil e você passa a ter acesso a
benefícios exclusivos: Receber as diversas newsletters,
comentar as materias publicadas e balanços semanais.