Notícias Agrícolas - AF News

Última atualização: 04/5/2017 - Atualizado em 02/10/2013h46

Ritmo de negócios é lento no mercado de carnes, mas Dia das Mães pode aquecer as vendas

No geral, as indústrias conseguiram aumentar o volume de compras...

De AF News Análises

Por Scot Consultoria

Mercado do boi gordo andando de lado.

No geral, as indústrias conseguiram aumentar o volume de compras na última semana e as escalas estão mais confortáveis.

Frigoríficos e pecuaristas, que ontem estavam fora do mercado, já estão voltando às negociações e isso pode gerar maior movimentação no mercado no curto prazo.

Por enquanto, as referências não foram afetadas pela maior disponibilidade de oferta no mercado. Assim, a estabilidade nos preços é o cenário mais observado na maior parte das praças pesquisadas pela Scot Consultoria.

O mercado atacadista de carne bovina sem osso está estável. O boi casado de animais castrados está cotado em R$ 9,61/kg.

Para o curto prazo, com a entrada de salários e o feriado do Dia das Mães, o consumo de carne pode se aquecer e conferir sustentação para as cotações.

Suíno vivo: Dia das Mães e início de mês pode elevar demanda nos próximos dias

Por Larissa Albuquerque

A semana é de preços estáveis para o suíno vivo no mercado independente. Mas, a expectativa do setor é de que o feriado de Dia das Mães e o pagamento da massa salarial poderá impulsionar o consumo da carne suína, motivando altas nas cotações do animal nas granjas.

Em São Paulo a APCS (Associação Paulista dos Criadores de Suínos), informou esperar melhora na demanda já para o final desta semana. No estado a referência está entre R$ 77,00 e R$ 79,00/@, condições bolsa.

Também no Paraná, a cotação permanece estável desde o início de abril, em R$ 4,00/kg.

Segundo a Scot Consultoria, os compradores continuam precavidos nas compras para não acumularem estoques.

Frango vivo: Negócios lentos e preços estáveis na semana

Por Larissa Albuquerque

O início do mês não tem sido capaz de movimentar os preços do frango vivo no mercado independente.

As agroindústrias seguem com postura cautelosa, mantendo estoques enxutos e ajustando a oferta. Os negócios ainda ocorrem em ambiente fragilizado.

Em São Paulo os preços permanecem inalterados há quinze dias. Segundo analisa da Scot Consultoria, a ave terminada nas granjas paulistas está cotada a R$ 2,50/kg, valor 7,2% menor que a média do mês passado.

Nas praças mineiras a média das negociações com o animal vivo está em R$ 2,40/kg. Na ultima semana, o mercado em Minas Gerais registrou quatro recuos consecutivos, perdendo 7% do seu valor.

Fonte: Notícias Agrícolas + Scot
veja também
informativo - assinatura
O cadastro é rápido, fácil e você passa a ter acesso a
benefícios exclusivos: Receber as diversas newsletters,
comentar as materias publicadas e balanços semanais.