Notícias Agrícolas - AF News

Última atualização: 03/10/2017 - Atualizado em 02/10/2013h46

Frango vivo (SP) tem nova alta, segunda em mais de 6 meses

Em Minas esses índices são mais graves. Pois além de registrar evolução...

De AF News Análises

Ontem, 2, primeiro dia útil de outubro, o frango vivo comercializado no interior paulista obteve novo ajuste de cinco centavos, sendo comercializado por R$2,60/kg, mesmo valor registrado por Minas Gerais, onde se observa estabilidade que já dura quase 12 semanas e vem desde julho passado.

Com este ajuste – o segundo consecutivo em dois dias de negócios, mas também apenas o segundo em mais de seis meses – o frango vivo paulista registra valorização de 4% em 30 dias, porém permanece valendo 13,33% menos que no início de 2017, além de operar com um valor 16,13% inferior ao de um ano atrás, quando, aliás, vigorava a melhor cotação de 2016.

Em Minas esses índices são mais graves. Pois além de registrar evolução zero em 30 dias, o frango mineiro opera com um preço quase 17,5% menor que o do início do ano e sua cotação atual se encontra mais de 20% aquém da alcançada há um ano.

Há 15 dias o AviSite observou que o setor começa a se preparar para as Festas e por isso – pelas próximas semanas, eventualmente até novembro – a oferta tende a sofrer temporário decréscimo. Acrescentava, então, ser pouco provável que isso se refletisse na cotação da ave viva que (caso paulista) permanecia propensa a alcançar 200 dias com a mesma cotação nominal vinda desde março de 2017 – R$2,50/kg.

Como se vê pelos dois aumentos consecutivos, um no sábado, outro na segunda-feira, o analista do AviSite “mordeu a língua”. Mas o comportamento sem dúvida inesperado serve para demonstrar que o mercado se encontra muito mais ajustado do que se imaginava. Talvez seja a combinação de uma menor oferta de frangos abatidos com uma menor oferta de aves vivas.

Fonte: AviSite
veja também
informativo - assinatura
O cadastro é rápido, fácil e você passa a ter acesso a
benefícios exclusivos: Receber as diversas newsletters,
comentar as materias publicadas e balanços semanais.