Notícias Agrícolas - AF News

Última atualização: 21/8/2018 - Atualizado em 02/10/2013h46

Cafés Especiais: Minasul abre inscrições para o 26º Concurso Qualidade Minasul de Café

Cafés Especiais: Minasul abre inscrições para o 26º Concurso Qualidade Minasul de Café

De AF News Análises

Há 26 anos pouco se falava em cafés de qualidade e termo “cafés especiais” nem existia, mas a Minasul, vanguardista como sempre, já apoiava ideias inovadoras, que pudessem valorizar o café dos seus associados. Dentre suas irmãs, em todo país, foi a primeira cooperativa de café do Brasil a realizar um concurso de qualidade entre os cafés de seus associados, com o objetivo de ajuda-los a projetar seus produtos para os melhores compradores do mercado.

De 1993 para cá, foram muitas as parcerias que viabilizaram a realização ininterrupta dos concursos, cafés de qualidade brotaram de lugares inusitados e produtores que sequer imaginavam ter um produto tão excelente nas mãos. Entre tantas revelações e surpresas boas, um fato permanece inalterado durante todo esse tempo: café excelente continua sendo café excelente e cuidado para se produzir um excelente café, continua sendo primordial.

Esta semana a Minasul abre novamente as inscrições para mais um concurso, sendo que, dessa vez, será a responsável por todo o processo. As melhores amostras dos seus campeões serão levadas até os compradores nos Estados Unidos e Europa, através da Wolthers Douque, parceira comercial do Minasul USA e da Minasul Europe, estruturada na parceria com a UPC, Union de Productores de Café, sediada em Durham, no norte da Inglaterra - parceria esta que visa levar aos mercados europeu e Oriente Médio, de forma direta, a variedade de cafés especiais produzidos por seus cooperados.

Na oportunidade, renova o convite para todos os seus associados, sejam eles de quais municípios forem. Todos são bem-vindos e muito importantes para o sucesso do concurso como um todo.

De acordo com Francisco Lentini, Coordenador do Departamento de Cafés Especiais, e um dos organizadores do concurso, a expectativa é por um novo recorde de amostras inscritas, primeiro passo para o sucesso do evento. “Quanto mais associados interessados e amostras inscritas, maior o nosso universo de possibilidades”, ressalta.

Ele lembra ainda que a inscrição para o concurso é só mais um procedimento do cafeicultor que já está com seu café armazenado na Minasul. “Cada cooperado pode inscrever apenas uma amostra na categoria natural e outra na categoria cereja descascado. Essa amostra deve vir do seu melhor lote, cuidadosamente identificado pelo departamento de cafés especiais. Aí é só aguardar e torcer por um bom resultado”.  As chances de obter melhores preços aumentam consideravelmente para o produtor que tem seu lote incluído entre os 30 classificados. “Entrar para o time dos finalistas já é uma grande vitória, que vem agregada com a valorização do produto.  Além de um preço mínimo bem acima do mercado, já garantido aos finalistas, o café ainda vai a leilão podendo atingir preços surpreendentes”, adianta.

Outra medida encorajadora para os participantes, é que todos podem inscrever seus lotes de café com até 30 sacas (peneira 16 acima) para concorrer, o que aumenta as chances de agregar valor a um percentual maior do produto.

A expectativa, de acordo com Maria Claudia Porto, Relações Internacionais, é muito positiva. “A cada concurso observamos o quanto nossos produtores e nossa região ainda tem a revelar ao mundo. Há um mercado aberto e ávido por cafés especiais, com qualidades peculiares e nós sabemos que a região é um grande celeiro. O que o concurso se propõe a fazer é investigar, peneirar e identificar onde estão essas preciosidades e quem são os produtores mais apaixonados pelo seu negócio. O concurso é como um garimpeiro em busca de preciosidades, pepitas valiosas em forma de grãos”.

Fonte: CNCAFE
veja também
informativo - assinatura
O cadastro é rápido, fácil e você passa a ter acesso a
benefícios exclusivos: Receber as diversas newsletters,
comentar as materias publicadas e balanços semanais.