Notícias Agrícolas - AF News

Última atualização: 16/8/2018 - Atualizado em 02/10/2013h46

Café arábica toca mínima desde fim de 2013 na ICE com queda em moedas de emergentes

Os contratos futuros do café
arábica na ICE continuaram com perdas nesta quarta-feira,
tocando mínima...

De AF News Análises

Os contratos futuros do café
arábica na ICE continuaram com perdas nesta quarta-feira,
tocando mínima desde 2013, com uma queda do real em meio a uma
derrocada em moedas de mercados emergentes, enquanto os preços
do açúcar bruto também caíram e se aproximaram da mínima de três
anos tocada na segunda-feira.
O contrato dezembro do café arábica teve perda de 2,5
centavos de dólar, ou 2,3 por cento, a 1,06 dólar por
libra-peso, com os preços escorregando dos níveis de suporte
técnico.
O preço de referência tocou 1,0555 dólar, a mínima do
contrato dezembro e do segundo contrato desde novembro de
2013.
A crise na Turquia perturbou as moedas dos mercados
emergentes, incluindo a do Brasil, o maior produtor global de
café e açúcar.
"A situação turca está afetando as moedas de países
emergentes, com o real ficando mais fraco contra o dólar", disse
Jason Estrada, operador sênior na INTL FCStone.
O real mais fraco encoraja a venda de commodities
negociadas em dólar, já que elas ganham mais valor na moeda
local.
A Cooxupé, maior cooperativa de café do mundo, disse que
77,8 por cento da área brasileira plantada com café foi colhida
neste ano na região em que opera, ante 87,9 por cento no mesmo
período do ano passado, embora a safra seja estimada em volume
muito maior nesta temporada.
O café robusta para novembro terminou com queda de
28 dólares, ou 1,73 por cento, a 1.592 dólares por tonelada,
depois de tocar 1.584 dólares, uma mínima do contrato novembro
e o menor nível para o segundo contrato desde maio de
2016.
O contrato outubro do açúcar bruto cedeu 0,11 centavo
de dólar, ou 1,06 por cento, para 10,23 centavos de dólar por
libra-peso, se aproximando da mínima de três anos de
segunda-feira de 10,21 centavos de dólar.
O açúcar branco para outubro caiu 40 centavos de
dólar, ou 0,13 por cento, para 310,80 dólares por tonelada, após
se aproximar da mínima de segunda-feira de 310,40 dólares, menor
nível para o primeiro contrato desde o fim de 2008.


Fonte: Reuters
veja também
informativo - assinatura
O cadastro é rápido, fácil e você passa a ter acesso a
benefícios exclusivos: Receber as diversas newsletters,
comentar as materias publicadas e balanços semanais.