Notícias Agrícolas - AF News

Última atualização: 05/9/2018 - Atualizado em 02/10/2013h46

Café arábica recua na ICE para mínima de 12 anos; açúcar sobe

Os contratos futuros do
café arábica na ICE caíram para uma mínima em mais de ...

De AF News Análises

 Os contratos futuros do
café arábica na ICE caíram para uma mínima em mais de 12 anos
nesta terça-feira, pressionados por vendas por fundos e pela
fraqueza da moeda brasileira, enquanto os preços do robusta
recuaram para mínimas em 2 anos e meio.
O contrato dezembro do café arábica cedeu 0,35
centavo de dólar, ou 0,3 por cento, a 1,0145 dólar por
libra-peso, depois de tocar 98,65 centavos de dólar, a mínima do
segundo contrato desde julho de 2006.
Vendas por fundos, que já acumulam muitas posições líquidas
de vendas tanto no arábica quanto nos futuros de café robusta,
pressionaram os preços, disseram operadores.
A depreciação do real no Brasil, combinada com a
expectativa de uma colheita recorde no país, também pressionou o
mercado.
O café robusta para novembro fechou em queda de 14
dólares, ou 0,9 por cento, a 1.475 dólares por tonelada, depois
de ir a 1.465 dólares, a mínima desde março de 2016.
"Eu acho que são os fundos e os especuladores vendidos, e a
indústria está relativamente bem coberta, então não há um
empurrão para que eles suportem o mercado. O caminho de menos
resistência é baixista", disse um operador.
O contrato outubro do açúcar bruto avançou 0,04
centavo de dólar, ou 0,4 por cento, a 10,64 centavos de dólar
por libra-peso.
Receios sobre o tempo no Brasil e na União Europeia deram
suporte aos preços, disseram operadores.
As exportações do Brasil de açúcar bruto caíram em agosto
quase 33 por cento, ante igual mês no ano passado, mostraram
dados na segunda-feira, quando o mercado dos Estados Unidos
estava fechado por conta de um feriado.
O açúcar branco para dezembro subiu 1 dólar, ou 0,3
por cento, a 327 dólares por tonelada.

Fonte: Reuters.
veja também
informativo - assinatura
O cadastro é rápido, fácil e você passa a ter acesso a
benefícios exclusivos: Receber as diversas newsletters,
comentar as materias publicadas e balanços semanais.