Notícias Agrícolas - AF News

Última atualização: 29/8/2018 - Atualizado em 02/10/2013h46

Após dois anos de tendência negativa, saca do arroz fica acima da linha dos R$ 40

Esta é a primeira vez desde abril de 2017 que a cotação do grão ultrapassa a marca de R$ 40. E na segunda-feira (27), o...

De AF News Análises

Esta é a primeira vez desde abril de 2017 que a cotação do grão ultrapassa a marca de R$ 40. E na segunda-feira (27), o preço pago diretamente ao produtor do Norte catarinense bateu esse valor, para o alívio dos rizicultores da região, principal produtora de arroz do estado.

Mas apesar da reação na tabela, o valor ainda está aquém do necessário para compensar os custos. A saca custa, em média, entre R$ 34 e R$ 36 para o produtor catarinense, dependendo da propriedade.

Segundo o Presidente da Cooperativa Juriti, Orlando Giovanella, os preços são o mínimo necessário para o produtor se manter na atividade. "Não há lucro expressivo, é só subsistência do produtor", comenta.

O aumento nas cotações foi provocado por uma safra abaixo da média - que sucedeu a "supersafra" do ano passado, de 11,3 milhões de toneladas - e o início das exportações de arroz, que ajudaram a alavancar os preços.

Giovanella frisa que o setor tem passado por grandes dificuldades em razão dos preços de insumos em descompasso com os preços da saca. "Estes preços são inviáveis para o produtor, enquanto os custos dos insumos aumentaram muito no mesmo período", explica.  Desde o ano passado, os chamados defensivos agrícolas - agrotóxicos e pesticidas - e os fertilizantes registraram inflação de cerca de 30%, explica.

Histórico de altos e baixos

O valor da saca de 50 quilos de arroz irrigado  atingiu seu pico em agosto de 2016, cotada a R$  50,20 na média nacional e R$ 49,93 no estado. Desde então, entrou em retração expressiva, atingindo  um mínimo de R$ 34,25 em março deste ano, caindo 31,77%.

No norte catarinense, o preço pago para os produtores já chegou a R$ 31,50. Apesar de ter retomado parte dos preços, o valor da saca segue 16,87% abaixo do registrado em agosto de dois anos atrás e apenas 4,33% acima de agosto de 2017, quando estava cotada em R$ 40 zerados.


Fonte: OCP News
veja também
informativo - assinatura
O cadastro é rápido, fácil e você passa a ter acesso a
benefícios exclusivos: Receber as diversas newsletters,
comentar as materias publicadas e balanços semanais.